PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Pandemia acelera expansão de pagamentos digitais na A. Latina, diz estudo

30/10/2021 18h17

San Francisco (EUA), 30 out (EFE).- A pandemia da covid-19 foi um catalisador para a expansão dos pagamentos digitais na América Latina, especialmente entre micro e pequenas empresas, de acordo com um novo estudo realizado na região pela empresa de pagamentos eletrônicos Visa.

As restrições à mobilidade e a promoção de transações físicas sem contato aceleraram um processo de adoção de tecnologia que antes de 2020 estava se movendo em um ritmo muito mais lento, embora hoje quase metade das pequenas empresas latino-americanas já aceitem pagamentos eletrônicos.

"A mudança que ocorreu em 12 meses é equivalente ao que normalmente levaria 10 anos", disse Juan Pablo Cuevas, vice-presidente e chefe de Soluções Comerciais da Visa para a América Latina e o Caribe, em entrevista à Agência Efe.

De todas as empresas que começaram a aceitar pagamentos eletrônicos durante a pandemia, 80% eram pequenas ou microempresas, e os novos sistemas de adoção mais populares foram os por QR code (32%), vendas em sites de internet (30%) e pagamentos sem contato por meio de cartões ou smartphones.

Entretanto, o grande desafio para a região, observa o relatório, são os 53% das pequenas empresas que ainda não aceitam sistemas de pagamento eletrônico, o que se traduz em aproximadamente 21 milhões de empresas.

"Se alguém antes ia a uma lanchonete simples para tomar um café, com a pandemia o café teria que ser preparado para entrega em casa, mas o balconista não sabia como enviá-lo ou como cobrar do cliente", disse Cuevas, além de explicar que o grande desafio da Visa durante esses meses era ajudar a abrir canais para que esses pequenos estabelecimentos pudessem se posicionar no ambiente digital.

O estudo indica que o mercado compensou aqueles que aproveitaram a pandemia para dar o salto para o mundo digital: as empresas que adotaram sistemas de vendas online viram suas vendas crescerem em 74% dos casos, assim como 82% daqueles que adotaram pagamentos eletrônicos feitos pessoalmente (com cartões, smartphones...).

Uma das principais preocupações dos pequenos empresários na América Latina é a fraude, portanto ajudar a aumentar a confiança e a familiaridade com os pagamentos eletrônicos é um dos principais desafios para a Visa e todo o ecossistema em relação ao futuro.

O estudo da Visa e do Americas Market Intelligence foi realizado através de entrevistas com 600 pequenas e microempresas entre maio e junho de 2021 em Brasil, México, Colômbia, Argentina, Chile e Peru. EFE

arc/id

PUBLICIDADE