PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Parente: privatização da Petrobras deve ser considerada com "muita atenção"

Tânia Rabello

São Paulo

23/11/2018 11h03

O presidente da BRF, Pedro Parente, que até junho deste ano comandava a Petrobras, comentou que a privatização da estatal ou de parte dela é uma questão que deve ser considerada "com muita atenção" pelo futuro governo, que toma posse em 1º de janeiro. Parente participa na manhã desta sexta-feira (23), do Encontro de Analistas da Scot Consultoria, em São Paulo.

Em sua fala, o executivo da BRF disse que a Petrobras é a empresa de maior market share do país e que tem uma imagem bastante especial na sociedade brasileira. "Além disso, está retomando uma posição que é sua e que perdeu por força dos desacertos cometidos com a empresa nos últimos anos."

Ele acrescentou, ainda, sobre necessidade de privatizações de estatais, que, numa escala de zero a dez, ele ficaria entre o dois e o três.

"O custo de ser uma empresa estatal é extremamente elevado; o número de órgãos de controle que atuam sobre uma estatal é superior ao de uma empresa de controle privado", disse Parente. "Assim, acho que o governo deve deixar com ele aquelas estatais que realmente se justificam."