Topo

Estoque total de crédito sobe 1,1% em novembro ante outubro, para R$ 3,2 trilhões

Eduardo Rodrigues

Brasília

27/12/2018 11h38

O estoque total de operações de crédito do sistema financeiro subiu 1,1% em novembro ante outubro, para R$ 3,202 trilhões, informou nesta quinta-feira, 27. o Banco Central. Em 12 meses, houve alta de 4,4%. Em novembro ante outubro, houve elevação de 1,4% no estoque para pessoas físicas e alta de 0,8% para pessoas jurídicas.

De acordo com o BC, o estoque de crédito livre avançou 1,9% em novembro, enquanto o de crédito direcionado subiu 0,2%. No crédito livre, houve alta de 2,1% no saldo para pessoas físicas no mês passado. Para as empresas, o estoque avançou 1,7% no período.

O Banco Central informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) foi de 46,6% em outubro para 46,8% em novembro.

As projeções do BC, atualizadas no penúltimo Relatório Trimestral de Inflação (RTI), em outubro, indicam expansão de 4,0% para o crédito total em 2018. A projeção para o crédito às famílias este ano é de alta de 7,5%, enquanto o crédito das pessoas jurídicas deve subir 0,5%.

O BC projeta ainda alta de 9,5% no saldo de crédito livre no ano e retração de 1,5% no direcionado. No RTI deste mês, o BC não alterou essas previsões.

Spread

O spread bancário médio no crédito livre subiu de 29,6 pontos porcentuais em outubro para 29,9 pontos porcentuais em novembro, informou o Banco Central.

O spread médio da pessoa física no crédito livre foi de 43,0 para 43,2 pontos porcentuais no período. Para pessoa jurídica, o spread médio passou de 12,7 para 12,9 pontos porcentuais.

O spread médio do crédito direcionado foi de 4,0 para 3,8 pontos porcentuais de outubro para novembro.

Já o spread médio no crédito total (livre e direcionado) passou de 18,0 para 18,2 pontos porcentuais no período.

Mais Economia