PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Bolsonaro não há de tecer mais nenhum comentário, diz porta-voz sobre CPMF

31.mar.2019 - Declaração à imprensa do Porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, em Jerusalém (Israel) - Alan Santos/PR
31.mar.2019 - Declaração à imprensa do Porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, em Jerusalém (Israel) Imagem: Alan Santos/PR

Mateus Fagundes

São Paulo

17/12/2019 17h42

O presidente da República, Jair Bolsonaro, "não há de tecer mais nenhum comentário" em relação à Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), afirmou nesta terça-feira, 17, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros.

Na segunda-feira, 16, Rêgo Barros disse que "eventualmente" a recriação da CPMF poderia estar sendo analisada pelo Ministério da Economia.

O comentário foi feito pouco depois do próprio presidente Bolsonaro dizer que "todas as alternativas estão na mesa" sobre o tributo.

Nesta terça, ao ser questionado por jornalistas em coletiva, Rêgo Barros afirmou que a "a posição do senhor presidente é de que o Ministério da Economia faz as analises que possam ser de interesse da presidência e, por consequência, do nosso País". "Especialmente com relação à CPMF, ele (Bolsonaro) não há de tecer mais nenhum comentário", afirmou.