PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Líder do DEM: Congresso devolver custeio seria ponto de equilíbrio para Orçamento

O deputado Efraim Filho (DEM-PB) - Luis Macedo/Câmara dos Deputados
O deputado Efraim Filho (DEM-PB) Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Camila Turtelli e Daniel Weterman

Brasília

11/02/2020 16h46

O líder do DEM na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), acredita ser um ponto de equilíbrio o Congresso devolver o custeio da máquina pública para o governo, para se resolver a queda de braço entre Executivo e Legislativo sobre o Orçamento. "Acho que esse é um bom ponto de equilíbrio, mas eu não sei o que vai sair da reunião. Parte de investimento fica com a Câmara, custeio devolve", disse.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), convocou para esta quarta-feira, 12, sessão do Congresso para analisar os vetos do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que definiu como os recursos públicos são gastos em 2020. Está em jogo o controle de R$ 46,2 bilhões do Orçamento pelos parlamentares.

Mais cedo, Alcolumbre, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, além dos líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), se reuniram na tentativa de costurar um acordo.

Para derrotar o governo, são necessários 257 votos entre os deputados e 41 entre os senadores. Na Câmara, os partidos do Centrão querem derrubar todos os vetos de Bolsonaro. Já no Senado, conforme o Broadcast Político mostrou ontem, há resistência.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

Economia