PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Vendas de notebooks na 3ª semana de março são equivalentes às da Black Friday

Volume de vendas de notebooks na terceira semana de março se igualou ao vendido durante a semana da Black Friday em 2019 - iStock
Volume de vendas de notebooks na terceira semana de março se igualou ao vendido durante a semana da Black Friday em 2019 Imagem: iStock

Talita Nascimento

São Paulo

08/04/2020 17h24

Com mais brasileiros trabalhando em casa, o volume de vendas de notebooks na terceira semana de março se igualou ao vendido durante a semana da Black Friday em 2019. Em todo o chamado varejo moderno, que envolve desde autosserviço, atacarejo, até artigos de farmácia, as vendas cresceram 23,3%.

Quem puxou a alta geral foram as commodities (com alta de 66,1%), Limpeza (43,1%) e Mercearia (34,5%). As informações são da Nielsen Brasil.

"As mudanças no padrão do consumo do brasileiro vão além das aquisições de mantimentos para a casa, passaram a exigir uma preparação para o home office", diz Fernanda Vilhena, gerente de atendimento ao Varejo da Nielsen Brasil. No entanto, apesar do desempenho significativo de alguns produtos, a cesta de Eletrônicos apresentou recuo de 9% no período.

Arroz, leite, feijão e açúcar responderam pelas melhores performances na cesta de Commodities. As compras de álcool de limpeza foram 96,6% maiores nesta terceira semana de março versus à segunda, desinfetantes, água sanitária e outros produtos de limpeza também tiveram aumento expressivo. As luvas também foram destaque com aumento de 121,6% no volume de vendas

Já com recuo de 6,2% em relação à segunda semana de março, a cesta de Bebidas mostra uma mudança no padrão das compras de produtos deste segmento. Houve neste período aumento significativo nas vendas de sucos em pó (40,4%) e sucos concentrados (35,4%). Segundo a pesquisa, isso indica mais preocupação da população em não gastar demais no segmento.

Economia