PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Latam tem prejuízo líquido de US$ 691,8 milhões no 3º trimestre, aumento de 20,7%

No acumulado do ano, o prejuízo foi de US$ 1,892 bilhão - Divulgação
No acumulado do ano, o prejuízo foi de US$ 1,892 bilhão Imagem: Divulgação

Luísa Laval

Em São Paulo

10/11/2021 09h15

A Latam, empresa em recuperação judicial (Chapter 11) nos Estados Unidos, teve prejuízo líquido de US$ 691,873 milhões no terceiro trimestre de 2021, valor 20,7% maior que o prejuízo de US$ 573,123 milhões registrado um ano antes. No acumulado do ano, o prejuízo foi de US$ 1,892 bilhão, queda de 47,2% em relação ao resultado negativo de US$ 3,583 bilhões em 2020.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no terceiro trimestre foi negativo em US$ 188,371 milhões, melhora de 28,8% ante o indicador negativo de US$ 264,570 milhões no mesmo período do ano passado. A margem Ebitda ficou negativa em 14,3% (aumento de 37,2 pontos porcentuais). No resultado acumulado, o indicador foi negativo em US$ 339,842 milhões, margem de -10,9%, ante os US$ 173,485 milhões negativos vistos no ano anterior.

Por outro lado, a receita operacional da aérea entre julho e setembro foi de US$ 1,313 bilhão, alta de 156,1% sobre o apurado sobre o mesmo período do ano anterior. Nos nove meses de 2021, o número ficou em US$ 3,115 bilhões, retração de 9,4% sobre 2020.

Entre os pontos positivos, a empresa aérea comemora uma queda de 25,2% nas despesas operacionais no trimestre, a US$ 1,792 bilhão. A companhia diz que o indicador refletiu as operações do grupo, que ainda permanecem abaixo dos patamares pré-pandêmicos, e os esforços para reduzir os custos do grupo.

Sobre o processo de recuperação judicial, a Latam destaca que, no último dia 1º, tornou pública a proposta de financiamento de saída apresentada pelo Grupo Ad Hoc de credores, assessorado por Moelis e White e Case, além da LATAM preocupações comerciais com a proposta do plano de saída.

"Os devedores solicitaram e receberam aprovação para prorrogação do prazo de exclusividade para a Latam arquivar seu Plano de Reorganização. O período de exclusividade estabelecido pelo Tribunal dos Estados Unidos para a Latam arquivar seu Plano de Reorganização foi prorrogado até 26 de novembro de 2021 e o período de solicitação do Plano de Reorganização foi prorrogado até 26 de janeiro de 2022", aponta a companhia.

PUBLICIDADE