IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Haddad defende escolhas de Galípolo e Appy: São pessoas tecnicamente qualificadas

Eduardo Rodrigues, Célia Froufe e Antonio Temóteo

13/12/2022 19h31

O futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, defendeu nesta terça-feira, 13, os nomes de sua equipe e rebateu eventuais críticas do mercado aos escolhidos para trabalhar na pasta. Ele confirmou hoje Gabriel Galípolo como secretário-executivo e Bernard Appy como secretário especial para a reforma tributária.

"Peço que façam a avaliação da equipe quando ela estiver montada. Meu secretário executivo (Galípolo) até outro dia era presidente de banco e nunca teve uma filiação partidária. Não sei quem é o mercado que vocês consultam, mas duvido que Appy tenha alguma restrição técnica", afirmou, em entrevista coletiva no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), onde funciona o governo de transição. "São pessoas tecnicamente qualificadas para essa posição", completou.

Haddad confirmou que os ministérios do Planejamento e do Desenvolvimento, Indústria e COmércio Exterior (Mdic) voltarão a existir. "Acho um modelo melhor, que não centraliza tantos poderes nas mãos de uma só pessoa. O presidente Lula é muito participativo na economia, e não terceiriza responsabilidades", acrescentou.