IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Bancada do MDB estará em peso na votação a favor da urgência do marco fiscal, diz Padilha

Alexandre Padilha, ministro chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República - ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Alexandre Padilha, ministro chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República Imagem: ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Sofia Aguiar

Brasília

16/05/2023 17h56

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou que recebeu nesta terça-feira (16) garantia do MDB de que a bancada do partido na Câmara estará em peso na votação a favor da urgência do marco fiscal. De acordo com o ministro, a legenda trabalhará para que outros partidos, inclusive de oposição, votem a favor da proposta.

"O líder do MDB (Isnaldo Bulhões) disse que a bancada está em peso, de forma unitária, unida, na votação a favor da urgência do marco fiscal e também em concordância total sobre o que tem se construído na liderança de Haddad (Fernando Haddad, ministro da Fazenda) e Tebet (Simone Tebet, ministra do Planejamento), equipe econômica do governo, no mérito do marco fiscal", disse, após reunião com líderes do MDB e ministros indicados pelo partido nesta terça-feira.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, que foi chamado mas não compareceu às reuniões de articulação com PSD e PSB, marcou presença na com o MDB. O movimento é um aceno à maior aproximação que pretende ter com parlamentares.

Padilha classificou o MDB como um partido "estratégico" para o governo. Segundo o ministro, a bancada considerou a proposta do arcabouço fiscal equilibrada, calibrada e que reafirma a responsabilidade fiscal com o social.

As reuniões com o ministro das Relações Institucionais e integrantes de partidos em busca de um alinhamento tiveram início na semana passada com líderes e ministros indicados pelo PSB e PSD. O movimento ocorre após derrotas do Planalto no Marco do Saneamento e no projeto de lei das fake news que escancaram a crise na articulação política do petista.

Na esteira dos encontros em prol da articulação, Padilha afirmou que irá se reunir nesta tarde com o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, do União Brasil, para tratar sobre a temperatura do partido na votação do marco fiscal na Câmara. O encontro com o União Brasil com Padilha ainda está indefinido.

Conforme mostrou a reportagem, o ministro deve se encontrar na quarta-feira, 17, com lideranças do PDT e ministros indicados pela legenda.