IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Governo congela R$ 1,7 bi para cumprir teto de gasto e detalha plano dia 30

O secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos, durante entrevista coletiva hoje - Valter Campanato/Agência Brasil
O secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos, durante entrevista coletiva hoje Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Antonio Temóteo e Thaís Barcellos

Em Brasília

22/05/2023 15h52Atualizada em 22/05/2023 17h14

O secretário do Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Paulo Bijos, afirmou nesta segunda-feira, 22, que o detalhamento do contingenciamento de R$ 1,7 bilhão divulgado mais cedo para o cumprimento do teto de gastos em 2023 será feito no dia 30 de maio.

Bijos ainda afirmou que efeitos disposições legais e efeitos supervenientes têm alterado a meta prevista na lei orçamentária anual de 2023.

No relatório de avaliação de receitas e despesas do segundo trimestre, a meta divulgada foi de R$ 238 bilhões, contra R$ 235,1 bilhões na Lei Orçamentária Anual (LOA) e R$ 228 bilhões no primeiro relatório bimestral.

Do primeiro para o segundo bimestre, Bijos comentou que houve efeito de R$ 3,8 bilhões de transferências para Estados e municípios devido à Lei Paulo Gustavo, que havia sido sancionada em 2022.