Presidente do Fed diz que não seria difícil elevar mais os juros após pausa

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, disse que um aumento de juros não seria uma decisão mais difícil de tomar mesmo após duas manutenções nas taxas. Apesar disso, ele afirmou que a reunião de dezembro não esteve na pauta desta quarta-feira da instituição.

"A ideia de que teria dificuldade em subir os juros novamente depois de parar por uma ou duas reuniões simplesmente não está certa. O Comitê do Fed sempre fará o que achar apropriado no momento", disse Powell, em coletiva de imprensa no período da tarde.

Powell reforçou, no entanto, que a reunião de dezembro não foi discutida no encontro de novembro. "Nem falamos sobre tomar uma decisão em dezembro hoje", disse.

Antes, ele já havia mencionado que as decisões serão tomadas a cada reunião, com base nos dados e no cenário macroeconômico nos EUA.

Treasuries

O presidente do Federal Reserve admitiu que a subida dos rendimentos dos Treasuries mais longos pode influenciar as futuras decisões de política monetária nos Estados Unidos. "As condições financeiras tornaram-se significativamente mais restritivas nos últimos meses, impulsionadas por rendimentos mais elevados nos Treasuries de longo prazo", avaliou. "Mudanças persistentes nas condições financeiras podem ter implicações na trajetória da política monetária", acrescentou.

A primeira pergunta da coletiva de imprensa foi exatamente sobre o impacto da pressão dos Treasuries. Ao responder o questionamento, Powell contextualizou a situação econômica dos EUA e reforçou o foco em derrubar a inflação do país à meta de 2%.

"As condições financeiras mais restritivas que estamos a observar devido aos juros dos Treasuries de longo prazo mais elevados, mas também a partir do dólar mais forte e os preços mais baixos das ações, poderão ser importantes para futuras decisões", avisou Powell.

Ele ponderou que, para isso, serão considerados dois fatores: condições mais restritivas persistentes, como tem se visto, e o motivo que levaram os juros dos Treasuries de mais longo prazo a subirem. "Não poderia ser simplesmente um reflexo de movimentos políticos", disse.

De acordo com Powell, os juros longos mais altos dos Treasuries podem apenas impacto da expectativa por aperto monetário.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes