Bolsas

Câmbio

Crise faz brasileiro aumentar consumo de frango em 2016

SÃO PAULO - Além das exportações, o setor avícola brasileiro tem boas perspectivas também para o mercado interno em 2016, com aumento da produção e do consumo. Segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o consumo de carne de frango deve passar de 9,34 milhões para 9,6 milhões de toneladas, enquanto a oferta do produto deve subir de 13 milhões para 13,5 milhões de toneladas.  

De acordo com o "Boletim Ativos da Avicultura", elaborado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), e pelo    Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o aumento no consumo da carne de frango tende a ser maior devido ao aumento de preços da carne bovina, e também pela expectativa de baixo crescimento da economia brasileira.

A análise da CNA também faz um alerta para os elevados custos de produção, que serão influenciados pela alta do câmbio. A alta da moeda norte-americana também deve encarecer outros itens importados utilizados na produção. Devem pesar, ainda, nos custos de produção, a energia elétrica e a mão de obra.

Exportações

  Os embarques de carne de frango para outros países, que atingiram recorde em 2015, devem continuar favorecidos pelo câmbio. Segundo o USDA, as exportações do Brasil devem crescer 3,7% neste ano na comparação com o ano passado, totalizando 3,88 milhões de toneladas. Segundo o estudo, as exportações de carne de frango no ano passado foram beneficiadas pelo câmbio e pelos casos de influenza aviaria nos Estados Unidos, principal concorrente do Brasil neste mercado.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos