Topo

Ex-OGX pede para CVM suspender negociações de aluguéis de suas ações

16/02/2016 20h48

SÃO PAULO - Ao responder uma solicitação da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) sobre uma movimentação atípica de seus papéis entre 29 de janeiro e 15 de fevereiro, a OGPar (OGXP3) solicitou à autarquia que suspenda as negociações de aluguéis das ações OGXP3 e OGSA3.

Apesar de afirmar não conhecer nenhum fato que explique a forte oscilação de seus papéis, a companhia disse que " um fator que afeta a oscilação do preço das ações é o grande número de aluguéis, que permitem ser realizadas vendas a descoberto por investidores especulativos".

De acordo com o comunicado da empresa, o pedido de suspensão ocorre " tendo em vista a condição de Recuperação Judicial em que se encontram, com objetivo de evitar esse tipo de movimento predatório do valor de mercado". O entendimento da OGX é de que tal preocupação deve, de fato, ser estendida ao contexto da Companhia", diz o comunicado.

Mais Economia