Bolsas

Câmbio

Ambiente regulatório atual reduz velocidade de crescimento do agronegócio

SÃO PAULO - O ambiente regulatório complexo, confuso e burocrático existente hoje em relação a questões fiscais, ambientais, fundiárias, trabalhistas, entre outras, reduz a velocidade de crescimento do agronegócio brasileiro. O diagnóstico é do professor da FEA/USP, Marcos Fava Neves, que participou no final da semana passada, em São Paulo (SP), de seminário, no Demarest Advogados, que discutiu o quadro regulatório do País.

De acordo com Fava Neves, o agronegócio brasileiro será um dos grandes vencedores vinculados ao crescimento da demanda mundial por produtos agrícolas, estimado para os próximos dez anos por instituições de renome internacional, como a OCDE e o USDA.

Todavia, segundo ele, o cenário regulatório vigente se configura em uma séria ameaça à competitividade do produto brasileiro no exterior. "A demanda mundial está dada, ela vai se concretizar. Vai se sair melhor quem conseguir fazer mais com menos, e isso, no nosso caso, passa impreterivelmente por um ambiente regulatório diferente do atual", diz.

Agronegócio de contratos

O professor explica que conforme o quadro regulatório se torna mais simples, objetivo e claro, a pavimentação de um agronegócio baseado cada vez mais em contratos ganha força. E, de acordo com Fava Neves, cadeias produtivas baseadas em contratos dão mais segurança, previsibilidade e qualidade aos negócios, o que naturalmente resulta em ganhos de competitividade para todos.

No que diz respeito às projeções de consumo, Fava Neves destaca, ainda, que os principais compradores de produtos de base agrícola [alimentos, energia, fibras] continuarão sendo os já tradicionais importadores asiáticos, com as nações africanas se juntando gradativamente a este grupo. "O consumo global de grãos, por exemplo, vem crescendo anualmente a uma taxa próxima a 30 milhões de toneladas."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos