Bolsas

Câmbio

SP: Conta de água em condomínios subirá até 30% em maio, estima empresa

SÃO PAULO – A conta de água de condomínios residenciais no estado de São Paulo passará a vir entre 20% e 30% mais cara a partir de maio, pelo menos 12% a mais do que o reajuste comum da Sabesp, por conta do término de um benefício. O cálculo foi feito pela administradora Lello.

Até este mês, a Sabesp estava oferecendo abatimentos nas faturas em forma de bônus, como um incentivo para que prédios reduzissem o consumo de água. Com o fim da concessão deste bônus, somado ao reajuste de 8,4% no estado a partir do próximo dia 12, as tarifas deverão aumentar consideravelmente.

Conforme levantamento da Lello, feito com base em cerca de dois mil prédios administrados pela empresa, cerca de 75% dos condomínios estavam conseguindo economizar e, com isso, faziam caixa com o bônus da Sabesp.

"Será um desafio para os síndicos seguirem adotando medidas de uso racional para conseguir economia na conta de água, além de manter o trabalho de conscientização e engajamento dos moradores", analisou Raquel Tomasini, gerente da Lello Condomínios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos