Bolsas

Câmbio

O que você deve colocar no currículo para conseguir um bom emprego em 2017

SÃO PAULO – Os recrutadores gastam menos de 7 segundos  avaliando um currículo, de acordo com o especialista em carreiras e diretor da empresa de recrutamento Robert Half, Lucas Nogueira. Para dar uma boa impressão é importante evitar erros que podem eliminar sua chance de conseguir a tão sonhada vaga.

"O principal objetivo do currículo é chamar a atenção do recrutador", explica Nogueira. Assim, se você organizar seu currículo dentro daquilo que os especialistas avaliam como "ideal" as chances de você ser chamado para uma entrevista são maiores. Se sua meta em 2017 é mudar de emprego ou se recolocar no mercado de trabalho, essas dicas podem ser essenciais.

Confira:

O que não pode faltar no seu currículo:

1. Objetivo

Segundo Nogueira, o objetivo sempre deve estar presente no currículo especificando a área ou o cargo que você almeja. Deixe claro com o que pretende trabalhar e direcione o envio de currículos para empresas que tenham o perfil procurado por você e que ofereçam boas oportunidades.

2. Tópicos

Em relação a estruturação e organização do documento, o ideal, de acordo com o especialista, é o currículo estar sempre organizado em tópicos com todas as informações necessárias. "É muito mais rápido e prático para o recrutador avaliar tópicos do que texto corrido", explica. Ele diz ainda que um bom currículo tem, no máximo, duas páginas quando o "profissional é muito experiente". O ideal é ter uma página, sem exagerar no tamanho das letras, e usando as tradicionais fontes, como Times New Roman ou Arial para não errar.

3. Formação

No tópico de formação, coloque informações sobre sua graduação, pós-graduação, mestrado e MBA, por exemplo. Não é necessário colocar a formação escolar que antecede isso.

4. Experiências profissionais

Ao colocar suas experiências no currículo "organize de maneira cronológica inversa", explica Nogueira. Isso quer dizer que a primeira passagem profissional que deve aparecer para o recrutador é a mais recente junto com as responsabilidades que você tinha e atividades que cumpriu. "E assim por diante, não necessariamente chegando ao seu primeiro trabalho, mas organize da mais recente para a mais antiga", sugere Nogueira.

5. Idiomas

O especialista explica que o tópico de idiomas é crucial. Você deve colocar quais idiomas fala e os certificados que tiver de cursos e provas que já tenha feito.

6. Viagens internacionais

Segundo Nogueira, adicionar viagens internacionais que você realizou é válido, desde que tenham acontecido por motivos profissionais ou acadêmicos que serão relevantes para a vaga.

O que não deve ter no seu currículo:

1. Hobbies

Não é preciso colocar seus hobbies no currículo porque não têm relevância para você conseguir a vaga. O recrutador não vai se importar com os seus hobbies em um primeiro momento e esse item faz você perder espaço e tempo ao montar o currículo. "Hobbies não devem ser expostos se o entrevistador não perguntar. Geralmente se fala sobre isso durante a entrevista. É irrelevante para o CV", afirma Nogueira.

2. Opiniões

Seu currículo é um documento que deve conter apenas fatos. Suas opiniões pessoais sobre os mais diversos assuntos não devem ter espaço no seu CV. "Você poderá demonstrar suas visões de mundo e suas opiniões na hora da entrevista", explica Nogueira.

3. Experiências anteriores irrelevantes

As experiências que você deve colocar no currículo dependem do cargo e do momento que sua vida profissional atravessa. Trabalhos de pequena duração ou "bicos" que você fez não são necessários se não estiverem relacionados com a vaga que você almeja.

O especialista explica que se o profissional estiver no início da carreira é válido colocar qualquer experiência acadêmica ou de curta duração. No entanto, "para o profissional que já é mais experiente e já teve alguns cargos mais altos não é preciso colocar todas as experiências para o currículo não ficar muito extenso. Escolha as que tenham o perfil da vaga", explica.

4. Fotos

O especialista aconselha a não colocar fotos. "Usar imagens no currículo é desnecessário, você usa espaço e ainda distrai o recrutador", explica.

5. Carta de apresentação

Segundo Nogueira, muitas pessoas optam por colocar uma carta de apresentação no CV, o que não é preciso. "Ocupa muito espaço para falar sobre coisas que podem ser conversadas na entrevista. Foque em fazer um currículo objetivo e curto", orienta.

6. Contatos do seu atual emprego

Os contatos que devem estar no seu currículo devem ser, exclusivamente, pessoais. "Nunca deixe um número de telefone ou e-mail do seu trabalho atual ou o mais recente", explica Nogueira. Não faz sentido que os recrutadores liguem ou mandem e-mail para você nos contatos do seu trabalho atual. "Pode soar como falta de profissionalismo", diz o especialista. Além de que seu empregador pode monitorar suas ligações e e-mails.

7. Escrever em terceira pessoa

"Apresentar seu currículo em terceira pessoa pode fazer você parecer arrogante", explica Nogueira. O ideal, segundo ele, é sempre escrever em primeira pessoa, evitando estrangeirismos, gírias e abreviações. "Escreva sempre de forma formal, demonstre profissionalismo", orienta.

8. Referências

Nunca coloque telefones e contatos de empregadores passados como referência no currículo. "Se o recrutador quiser algumas referências sobre seu trabalho vai perguntar na entrevista presencial", explica Nogueira.

10. Pretensão salarial

A pretensão salarial não deve estar exposta no currículo, segundo Nogueira. "Os recrutadores têm uma ideia da faixa salarial e isso será conversado e negociado pessoalmente durante a entrevista. Não se adiante nesse quesito", diz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos