PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Fras-Le e Randon disparam com aquisição da Nakata por R$ 457 milhões

18/12/2019 12h04

As ações da Fras-le (SA:FRAS3), e de sua controladora Randon (SA:RAPT4), operam com forte valorização depois de a companhia anunciar na noite de ontem a assinatura de contrato para compra da Nakata Automotiva por R$ 457 milhões.

Com isso, os papéis da Fras-Le (SA:FRAS3) somam 10,78% a R$ 5,65 e os da Randon (SA:RAPT4) 2,53% a R$ 12,97.

"O principal o objetivo da companhia com o negócio é reforçar sua atuação no segmento de reposição de autopeças, devido ao aumento do portfólio de produtos, o que representa um diferencial competitivo neste mercado", afirmou a Fras-Le (SA:FRAS3) em fato relevante.

O valor da transação está sujeito a ajustes.

Para o BTG Pactual (SA:BPAC11), após a aquisição bem-sucedida da Fremax, a Fras-le já deveria fazer uma jogada mais ousada, como a de hoje. A gerência também confirmou seu discurso recente de expandir seu portfólio de produtos para sistemas adjacentes, como suspensões e chassis, em vez de permanecer como um único fornecedor de componentes de fricção.

Os analistas destacam que a poderosa marca e canal de distribuição da Fras-le deve permitir que os produtos da Nakata obtenham rapidamente volumes fora do Brasil, trazendo sinergias comerciais altamente desejadas. Eles também não descartam ganhos de custo, pois o Grupo Randon (SA:RAPT4) possui melhores condições de fornecimento de matérias-primas importantes, como o aço, o que significa que consideram o negócio altamente agressivo para a Fras-le.

A equipe também vê como positiva à crescente exposição da Randon (SA:RAPT4) às autopeças, dado seu posicionamento superior e melhor dinâmica do setor. Apesar da classificação neutra na Randon, espera que o momento positivo dos lucros persista.