Topo

Cinesystem anuncia investimento da Stratus e já prepara abertura de capital

Cinesystem-Stratus

20/02/2014 08h04

MARINGÁ, Brasil e SÃO PAULO, 20 de fevereiro de 2014 /PRNewswire/ -- A Rede Cinesystem Cinemas – empresa que opera mais de 100 salas de exibição de cinema em todo o Brasil, anunciou hoje o fechamento do investimento da Stratus - empresa brasileira de private equity com foco no middle-market – e também da gestora de fundos Hamilton Lane, dando sequência a ambicioso plano de crescimento e ao processo de abertura de capital.

A transação, contratada em 2012, prevê investimentos de R$ 350 milhões em cinco anos, para consolidar sua posição entre os cinco maiores operadores do País – com o total em torno de 350 telas de exibição. O aporte inicial de R$ 40 milhões resultará em modelo de governança nos padrões do mercado de capitais.  O Fundo Stratus passa a deter 42% do capital da empresa, que terá a holding Agroup, liderada por Marcos Barros, na posição de maior acionista individual.

Fundada em 2003 e sediada em Maringá (PR), a Cinesystem opera 106 salas em oito estados; tem crescido principalmente em cidades de médio porte e liderado o avanço tecnológico do setor, trazendo para o Brasil inovações recentes do mercado internacional.

O setor de exibição passa por estágio muito positivo no mundo e no Brasil, contudo o número de salas de exibição no País está ainda muito aquém do potencial, mesmo na comparação com países emergentes e da América Latina.

"Mais de 90% das cidades brasileiras não têm cinema. O Brasil conta com cerca de 90 mil habitantes por sala, número inferior ao México e Argentina, que têm 30 mil e 40 mil habitantes por sala respectivamente", diz Eduardo Oliveira, sócio da Stratus.

A Cinesystem passou de 63 salas em 2011 para 80 em 2012, chegando às 106 salas atuais. "Nos últimos anos, entendi que já era o momento de estruturar a governança e a base de capital para seguir crescendo de forma sustentável. Assim, negociamos o investimento com a Stratus e passamos a nos dedicar ao desenvolvimento de um plano detalhado e à preparação das empresas para o aporte do fundo. Queremos ser a primeira empresa brasileira do setor com ações na BM&F/Bovespa e liderar o crescimento do mercado, com o apoio da Stratus e Hamilton Lane", conclui Barros.

IMPRENSA

GPCOM

Giovanna Picillo / Mariana Ferreira

(+55 11) 3129-5158

FONTE Cinesystem-Stratus

Mais Economia