Topo

Governo reduz previsão de crescimento de 3,5% para 3% em 2013

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília

2013-07-22T16:32:39

2013-07-22T17:09:14

22/07/2013 16h32Atualizada em 22/07/2013 17h09

O governo reduziu a previsão de crescimento da economia neste ano de 3,5% para 3%. No final de maio, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, havia dito que o governo deveria rever para baixo essa previsão, após o fraco resultado do PIB (Produto Interno Bruto) no primeiro trimestre. A previsão de crescimento da economia já havia sido reduzida em abril, de 4,5% para 3,5%.

A previsão para a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 5,2% para 5,7%.  Os dados constam do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas, enviado nesta segunda-feira (22) pelo governo ao Congresso Nacional.

Indagado se a projeção de 3% não causaria descrença no mercado, Mantega afirmou que é preciso “dar um tempo” e que não é possível mudar de PIB como se troca de roupa.

“Nós vivemos uma era de incertezas onde os PIBS estão sendo revisados a todo momento, nós vimos o Fundo Monetário revisando, (...) nós também não podemos mudar de PIB como trocamos de roupa. Precisamos dar um tempo para que se realize essa previsão”, disse.

“Nós diminuímos de 3,5% para 3% e, nos próximos relatórios, vamos avaliar se é sustentável 3% ou se precisaremos reavaliá-lo.”

Pão, carro e novela entram na conta; clique na imagem abaixo e entenda

  • Raphael Salimena/UOL

FMI, indústria, Banco Central e mercado esperam PIB menor

No começo do mês, o FMI (Fundo Monetário Internacional) reduziu a previsão de crescimento da economia do Brasil de 3% para 2,5%. Em abril, a entidade já havia rebaixado a estimativa para o PIB de 3,5% para 3%.

Ainda assim, a previsão do FMI é maior do que a das instituições financeiras consultadas pelo BC para o Boletim Focus. Pela décima semana seguida, os analistas reduziram a expectativa de crescimento do PIB em 2013; nesta semana, falam em 2,28%.

Confederação Nacional da Indústria (CNI) também reduziu, no começo de julho, a previsão de crescimento da economia brasileira para 2%.

Ainda na onda de pessimismo com a economia do país, no fim de junho, o Banco Central rebaixou sua estimativa de alta do PIB: cortou de 3,1% para 2,7%. 

Brasil cresceu 0,6% no primeiro trimestre

A economia brasileira cresceu 0,6% no primeiro trimestre de 2013 em relação ao trimestre anterior. Em relação ao primeiro trimestre de 2012, o crescimento foi de 1,9%. Em valores correntes, o PIB alcançou a marca de R$ 1,11 trilhão.

Os dados vieram abaixo do crescimento esperado pelo mercado (0,9%). Nos últimos meses, o governo não tem feito previsões sobre os indicadores econômicos para evitar críticas.

(Com Reuters)

Mais Economia