ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Inflação deve ser menor no 2º semestre, diz presidente do BC

Antônio Cruz/ABr
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini Imagem: Antônio Cruz/ABr

Do UOL, em São Paulo

06/08/2013 11h56

A inflação começa a convergir para o centro da meta de 4,5%, pelo IPCA, neste segundo semestre, afirmou nesta terça-feira (6) o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, dizendo ainda que a política monetária limita a transmissão da desvalorização do câmbio para os preços em horizontes relevantes.

DILMA DIZ TER CERTEZA QUE INFLAÇÃO FECHARÁ ANO NA META; ASSISTA

A avaliação do presidente do BC foi feita em encontro com 100 executivos de grandes companhias, em evento realizado em São Paulo.

A inflação é uma das maiores preocupações da equipe econômica do governo. A presidente Dilma Rousseff, inclusive, chamou de pessimistas os que não acreditam que a inflação ficará dentro da meta

A alta dos preços, porém, tem afetado a confiança do consumidor, segundo a Fecomercio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

Abaixo de 5,84%

Sobre o comportamento dos preços, por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa do BC, ele voltou a dizer que o objetivo é entregar em 2013 uma inflação abaixo da registrada em 2012, que foi de 5,84% pelo IPCA.

Sobre a volatilidade cambial, Tombini informou que a autoridade monetária "pode ofertar leilões de linha a qualquer tempo se julgar necessário."

Em relação ao nível de atividade, o presidente do BC avaliou que o crescimento tem ocorrido de forma gradual, destacando a produção de bens de capital, que estão associados ao investimento.

Tombini comentou ainda que a percepção sobre o ritmo de expansão está mais pessimista que a realidade, citando que o primeiro semestre apresentou diversos aspectos positivos, mas ressaltou que a consolidação da trajetória positiva para o investimento depende do fortalecimento da confiança das empresas e das famílias.

(Com Reuters)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia