PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Finanças pessoais

Títulos de capitalização servem como poupança programada, dizem empresas

Aiana Freitas

Do UOL, em São Paulo

05/09/2013 06h00

As empresas que vendem títulos de capitalização dizem que eles são uma boa opção para quem não tem disciplina para poupar e que eles não podem ser comparados a outros investimentos.

"Os títulos não são investimento porque não rendem juros para o cliente. Então, eles não podem ser comparados com a poupança. O cliente, na verdade, troca a rentabilidade que ele teria na poupança pela participação nos sorteios", diz José Ismar Torres, diretor da Federação Nacional de Capitalização (Fenacap).

Ele diz, ainda, que a federação tem investido no aprimoramento da comunicação, para evitar que o produto seja vendido, nos bancos, como investimentos.

"O gerente que vende título como investimento está cometendo um equívoco ou não se preocupa com o aspecto técnico do produto", diz.

Torres também evita a comparação do título com uma loteria. "Na loteria, você deixa o dinheiro e, se não for sorteado, esse dinheiro vai embora. Na capitalização, não, porque você recebe uma parte de volta, corrigida."

Para o diretor da Fenacap, os títulos podem ser de grande ajuda para quem tem dificuldade de guardar dinheiro.

"O título tem a vantagem de forçar a poupança. Existe uma regra de carência que diz que, se o cliente sacar o dinheiro antes, ele terá de pagar uma penalidade. Isso faz com que ele fique até o final do prazo", afirma Torres. A carência, geralmente, é de 12 meses.

PUBLICIDADE

Finanças pessoais