IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Petrobras volta a ser empresa com maior valor de mercado da América Latina

Do UOL, em São Paulo

14/10/2014 12h35

A Petrobras voltou a ser a empresa com maior valor de mercado da América Latina em outubro, de acordo com um levantamento da consultoria Economatica divulgado nesta terça-feira (14).

Na segunda-feira (13), o valor de mercado da empresa era de US$ 116,3 bilhões, o que fez com que a Petrobras ultrapassasse a cervejaria Ambev (US$ 105,2 bilhões), que tinha assumido a liderança no ranking latino-americano no dia 29 de setembro.

O valor de mercado é quanto a empresa vale na Bolsa. Representa o preço de cada ação da companhia multiplicado pelo número de papéis em circulação, ou seja, o quanto um investidor pagaria se fosse possível comprar todas as ações.

Como está relacionado ao preço da ação, o valor de mercado varia todo dia.

Segundo a Economatica, a análise de 2.005 empresas com ações em Bolsa na America Latina e nos Estados Unidos mostra que a Petrobras teve o maior crescimento do valor de mercado neste mês.

Em 30 de setembro, as ações da empresa somavam US$ 93,7 bilhões. Desde então, o valor de mercado subiu US$ 22,6 bilhões, até atingir os US$ 116,3 bilhões da véspera.

Empresas com maior valor de mercado na América Latina

  • Petrobras (Brasil, petróleo)

    US$ 116,3 bilhões

  • Ambev (Brasil, alimentos e bebidas)

    US$ 105,2 bilhões

  • América Móvil (México, comunicação)

    US$ 84 bilhões

  • Itaú Unibanco (Brasil, bancos)

    US$ 81,8 bilhões

  • Bradesco (Brasil, bancos)

    US$ 67,8 bilhões

  • Ecopetrol (Colômbia, petróleo)

    US$ 58,8 bilhões

  • Vale (Brasil, mineração)

    US$ 56,4 bilhões

  • Wal Mart de Mexico (México, comércio)

    US$ 42,6 bilhões

  • GModelo (México, alimentos e bebidas)

    US$ 40,4 bilhões

  • Banco do Brasil (Brasil, bancos)

    US$ 39,1 bilhões

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia