Bolsas

Câmbio

Processo de impeachment

Temer diz que pediu estudo para cortar "milhares" de cargos sem concurso

Do UOL, em São Paulo

Em seu primeiro pronunciamento como presidente interino, Michel Temer disse nesta quinta-feira (12) que uma das prioridades é cortar gastos e recuperar as finanças do governo.

Para isso, deu como primeiro exemplo a redução no número de ministérios e revelou um plano para cortar "milhares" de cargos sem concurso público no governo federal.

"Precisamos restaurar o equilíbrio das contas públicas, de volta ao patamar da sustentabilidade. Quanto mais cedo reequilibrarmos as contas públicas, mais rápido retomaremos o crescimento. A primeira linha está modestamente aqui representada: já eliminamos vários ministérios da máquina pública."

O presidente interino revelou que "já estão encomendados estudos para eliminar cargos comissionados e funções gratificadas, na casa de milhares e milhares de funções desnecessárias".

Bolsa Família e Lava Jato

Temer reforçou em seu discurso que manterá programas sociais dos governos anteriores, como o Bolsa Família, e que assegurará a continuidade da Operação Lava Jato. Temer falou horas depois de ter assumido as funções da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos