Trocando lâmpadas, geladeira e micro-ondas, dá pra economizar R$ 632 no ano

Letícia Marçal

Do UOL, em São Paulo

Trocar lâmpadas e eletrodomésticos antigos, que consomem muita energia, por outros mais novos e mais econômicos exige um investimento. Será que vale a pena? Quanto o consumidor consegue economizar na conta de luz? 

Segundo cálculos do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) feitos para o UOL, se trocar lâmpadas, micro-ondas e geladeira por outros que consumam menos energia, o consumidor pode economizar R$ 58 por mês. 

Em um ano, são R$ 632. Em cinco anos, são R$ 3.604. Com essa economia, em menos de cinco anos é possível comprar geladeira e micro-ondas novos.

Veja algumas simulações.

Lâmpadas 
Shutterstock

Nem sempre comprar a lâmpada mais barata é a opção mais econômica, porque ela pode queimar mais rápido e consumir mais energia. No final do mês, o barato sai caro. Veja a duração e o gastos de três diferentes tipos de lâmpadas:

- Lâmpada incandescente de potência 60W 

Divulgação

  • Tem duração de 1.000 horas
  • Custa cerca de R$ 2
  • OBS: Foi proibida a venda de lâmpadas incandescentes com potência de 41W a 60W. 

- Lâmpada fluorescente compacta (LFC) de 15W 

Reprodução
 

  • Tem duração de 10 mil horas
  • O gasto de energia é de 25% da lâmpada incandescente (economia de 75%)
  • Custa cerca de R$ 9

- Lâmpada LED de 9W 

Reprodução

  • Tem duração de 25 mil horas
  • O gasto de energia é de 15% da lâmpada incandescente (economia de 85%)
  • As mais baratas encontradas no mercado custam entre R$ 12 e R$ 15 

Vamos considerar uma casa com 8 lâmpadas incandescentes de 60W, que ficam ligadas 5 horas por dia. O cálculo inclui o valor necessário para comprar as lâmpadas novas e para trocar as que queimarem*. 

Se trocar 4 delas por lâmpadas fluorescentes compactas, é possível economizar:
  • Em um mês: R$ 18,90
  • Em um ano: R$ 206,80
  • Em cinco anos: R$ 1.178

Se as outras 4 lâmpadas incandescentes forem trocadas por LED, a economia será de:

  • Em um mês:  R$ 21,42
  • Em um ano: R$ 213,04
  • Em cinco anos: R$ 1.365,20

Marcos Borges, responsável pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro, explica que as lâmpadas LED são mais caras e, por isso, pode ficar caro trocar todas as lâmpadas da casa de uma vez. A dica dele é colocar a lâmpada LED em cômodos onde a luz fica acesa por mais tempo, já que elas consomem menos energia.

Geladeira frost free 
Getty Images

No caso das geladeiras, a tabela do Inmetro com os selos de eficiência pode ser muito útil. O aparelho que leva o selo "A" é o mais eficiente, ou seja, consome menos energia.

Consideramos uma casa com uma geladeira frost free, que fica ligada 24 horas por dia. Ao trocar uma geladeira mais antiga, com selo "E", por uma com selo "A", dá para economizar:

Divulgação

  • Por mês: R$ 15,37
  • Em um ano: R$ 184,46
  • Em cinco anos: R$ 922,32

Forno de micro-ondas 
Reprodução/Cohabitat

Com o micro-ondas, o raciocínio é o mesmo. Imagine uma casa com um micro-ondas que fica ligado o tempo todo na tomada (modo de espera). Ao trocar um aparelho com selo "C" por outro de selo "A", é possível economizar:

  • Por mês: R$ 2,31
  • Em um ano: R$ 27,72
  • Em cinco anos: R$ 138,60

Economia total 
iStock

Somando a economia feita com a troca de lâmpadas, geladeira e micro-ondas, é possível economizar:

  • R$ 58,00 em um mês
  • R$ 632,02 em um ano
  • R$ 3.604,12 em cinco anos

Consumo inteligente 
Thinkstock

Os eletrodomésticos vão perdendo eficiência ao longo dos anos de uso e, além disso, a indústria investe para lançar aparelhos que consumam menos energia, afirma Marcos Borges.

"A pior geladeira de hoje é mais eficiente que a melhor geladeira de dez anos atrás. Depois de um tempo, ela fica cara para o seu bolso", diz o responsável pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro.

Dez anos, segundo ele, é a "data de validade" dos eletrodomésticos. Se a geladeira atingiu essa idade, é hora de começar a planejar a troca.

* Na primeira simulação, a lâmpada incandescente já está instalada e a fluorescente deve ser comprada. Os cálculos também levam em conta os custos com a compra das lâmpadas que devem queimar ao longo do tempo. No primeiro ano, a comparação leva em conta a troca de duas lâmpadas incandescentes e contabiliza a compra de uma lâmpada fluorescente. Em cinco anos, são consideradas dez trocas para a incandescente e uma para a fluorescente.

*Na segunda simulação, está inclusa a compra de uma lâmpada LED e a troca de duas incandescentes no primeiro ano. Em cinco anos, leva-se em consideração que a incandescente terá que ser trocada dez vezes e a LED, nenhuma.

Dicas para economizar energia

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos