Apesar da crise, aumenta o número de brasileiros em ranking de bilionários

Do UOL, em São Paulo

Mesmo com a crise econômica, o número de brasileiros com mais de R$ 1 bilhão subiu de 160, em 2015, para 165 neste ano, de acordo com o ranking de bilionários da revista "Forbes Brasil"

Para calcular o tamanho do patrimônio desses brasileiros, a revista usa como base o valor de mercado das empresas das quais eles têm ações. O levantamento considera o valor das ações em 15 de julho de 2016. 

Juntos, os 165 bilionários brasileiros têm um total de R$ 850,76 bilhões --5,47% mais em relação ao ano passado (R$ 806,6 bilhões).

A soma do patrimônio desses endinheirados equivale a 14,41% de tudo o que foi produzido no país em 2015 --o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil foi de R$ 5,9 trilhões.

Efeito Lava Jato

Neste ano, cinco nomes deixaram a lista em função da perda de valor de seus negócios. Entre eles estão Antônio Queiroz Galvão e família, donos da Queiroz Galvão, empreiteira investigada na operação Lava Jato.

Preso desde o ano passado na mesma operação, Marcelo Odebrecht cedeu seu lugar na lista para o pai, Emílio Alves Odebrecht (13º, com R$ 12,9 bilhões), que voltou a assumir o comando do grupo familiar após a prisão do filho.

Novos na lista

Por outro lado, sete nomes entraram para o ranking em 2016. O destaque vai para Luigi Bauducco (92º, com R$ 2 bilhões) e família, donos da Pandurata, empresa que controla as marcas Bauducco, Visconti, Tommy e Fritex. 

Mais rico pelo 4º ano seguido

Pelo quarto ano seguido, Jorge Paulo Lemman, 76, é o homem mais rico do Brasil. A fortuna do ex-tenista é avaliada em R$ 103,59 bilhões. No ano passado, era de R$ 83,7 bilhões.

O salto de 23,76% se deve a sua participação na AB Inbev, maior grupo cervejeiro do mundo, segundo a "Forbes Brasil".

Os sócios de Lemman --Marcel Herrmann Telles (3°) e Beto Sicupira (4°)-- também aparecem no topo do ranking, assim como nos dois últimos anos. Telles, 66, tem patrimônio estimado em R$ 48,69 bilhões, e Sicupira, 66, tem fortuna de R$ 43,16 bilhões.

A segunda posição do ranking também ficou igual ao ano passado: o banqueiro Joseph Safra, 77, manteve-se na vice-liderança, com patrimônio avaliado em R$ 56,24 bilhões.

Pesquisa "mapeia" como mais ricos do mundo gastam dinheiro

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos