Bolsas

Câmbio

Governo suspende venda de 69 planos de saúde de 11 operadoras

Do UOL, em São Paulo

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) decidiu nesta sexta-feira (2) suspender temporariamente a venda de 69 planos de saúde de 11 operadoras no país por causa de reclamações dos clientes.

Entre as empresas que tiveram a venda de planos suspensa estão Unimed-Rio, Unimed Norte/Nordeste e Caixa Seguros Saúde. As empresas foram procuradas pelo UOL, mas apenas a Unimed-Rio e a Unimed Norte/Nordeste haviam respondido (posicionamentos abaixo).

A lista com todos os planos suspensos também pode ser acessada no site da ANS: http://zip.net/brp9ZJ (endereço encurtado e seguro).

A suspensão começa a valer a partir da próxima sexta-feira (9). Entre as reclamações estão demora no atendimento, pedidos de consultas e exames negados e queixas sobre a cobertura do plano.

Empresas podem ser multadas

Além de terem a comercialização suspensa, as operadoras que negaram indevidamente cobertura podem receber multa que varia de R$ 80 mil a R$ 250 mil.

Se melhorarem o serviço prestado e tiverem redução do número de reclamações, as operadoras poderão ter a comercialização liberada no próximo ciclo, daqui a três meses, de acordo com a ANS.

Clientes atuais não são afetados

Os planos de saúde suspensos têm, juntos, cerca de 692 mil clientes, segundo a ANS. Para esses clientes, a assistência será mantida.

O objetivo da medida é impedir novas contratações e, ao mesmo tempo, garantir o atendimento desses beneficiários, uma vez que as operadoras terão de resolver os problemas para que possam receber novos clientes.

No período de 1º de julho a 30 de setembro, a ANS recebeu 16.043 reclamações em seus canais de atendimento.

Outro lado

A Unimed-Rio informou que a suspensão de produtos não traz qualquer impacto no atendimento aos clientes, que permanece normalizado. "Este ciclo de suspensão se refere ao trimestre de julho a setembro e não reflete o momento atual da cooperativa, que já trabalha para reduzir em 5% por mês o volume de reclamações."

A Unimed Norte/Nordeste disse que "garante a mais completa normalidade no atendimento dos clientes dos planos que tiveram a comercialização suspensa". A empresa também informou que "a prestação de serviços médicos e hospitalares permanece inalterada e sem qualquer problema ou anormalidade e que trabalha para melhorar a prestação de serviços dentro dos padrões exigidos pela Agência Nacional de Saúde (ANS)."

A operadora afirmou, ainda, que "está empenhada em reativar a comercialização dos planos, a partir de melhorias já em curso e que pretende, cada vez, mais ampliar o cuidado e a atenção aos beneficiários."

Idosos trocam planos de saúde por cartão de desconto

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos