Pente-fino do INSS corta auxílio-doença de mais de 43 mil pessoas no país

Do UOL, em São Paulo

  • Bobby Fabisak/JC Imagem/Estadão Conteúdo

O pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional Instituto Nacional do Seguro Social) já cancelou mais de 43 mil auxílios-doença em todo o país desde que começou a ser feito, em julho de 2016, de acordo com dados divulgados pela Previdência Social.

Desse total, 11.502 foram cortados por não comparecimento do beneficiário à perícia; 28.872 foram cancelados após a realização da perícia; e 2.636 tiveram data remarcada para o cancelamento, de acordo com a Previdência. Ao todo, 108.643 já pessoas convocadas para o pente-fino.

Com esse corte, o governo estima uma economia de R$ 715,4 milhões ao Fundo da Previdência.

Convocações

No total, serão chamados para o pente-fino 530.191 beneficiários com auxílio-doença e 1.175.916 aposentados por invalidez com menos de 60 anos de idade que estão há mais de dois anos sem perícia.

A convocação será feita por meio de carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o beneficiário tem cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135.

O segurado que não atender à convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso automaticamente.

Para reativar o auxílio, ele deverá procurar o INSS e agendar nova perícia. Na data marcada, o segurado deve levar documento de identificação com foto e toda a documentação médica disponível, como atestados, laudos, receitas e exames.

O que você vai fazer com a sua aposentadoria agora?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos