Bolsas

Câmbio

Reforma trabalhista

Gleisi quer anular reunião que deu como lida reforma trabalhista

Agência Senado

  • Marcos Oliveira/Agência Senado

    Reunião da Comissão de Assuntos Econômicos foi encerrada após confusão

    Reunião da Comissão de Assuntos Econômicos foi encerrada após confusão

A senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) anunciou nesta quarta-feira ( 24) durante reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) que ingressará no plenário com uma questão de ordem para anular a sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Após um desentendimento entre alguns senadores, a reunião de terça-feira (23) da CAE foi encerrada, e o presidente da comissão Tasso Jereissati (PSDB-CE) deu como lido o relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) sobre o projeto da reforma trabalhista.

Segundo Gleisi, houve descumprimento do regimento, que não prevê esse tipo de ação. Ainda de acordo com a senadora, as atas e notas taquigráficas da sessão registraram a leitura do relatório e pedido de vista coletivo, abrindo caminho para a votação do projeto na próxima semana. Gleisi afirmou que não houve pedido de vista antes do encerramento da reunião.

"Vamos pedir diligência para apurar a fraude de registro. Ouvir o responsável pelas notas taquigráficas para saber de onde tirou aquele registro falso", disse.

Segundo Gleisi, trata-se de fraude que coloca em risco o processo democrático. Ela afirmou que o descumprimento é razão para anular a reunião da CAE.

O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) disse que o pronunciamento de Gleisi era uma tentativa de tumultuar a reunião da CCJ, assim como, a seu ver, já teria ocorrido na CAE.

Oposição se revolta contra leitura do parecer

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos