Bolsas

Câmbio

Greve de caminhoneiros: veja situação de aeroportos e dos voos pelo país

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

A situação do abastecimento dos aeroportos brasileiros melhorou nesta segunda-feira (28), mas ainda causa atrasos e cancelamentos de voos.

Segundo a Infraero, que administra 54 aeroportos no Brasil, dez terminais continuam sem combustível para abastecer os aviões. São eles:

  • São José dos Campos (SP) 
  • Uberlândia (MG)
  • Campina Grande (PB)
  • Juazeiro do Norte (CE)
  • Aracaju (SE)
  • Foz do Iguaçu (PR)
  • Teresina (PI)
  • Paulo Afonso (BA)
  • Palmas (TO)
  • Pampulha (MG)

Entre os aeroportos privatizados, a situação mais crítica continua sendo em Belo Horizonte. Outros aeroportos que corriam o risco de ficar sem combustível receberam combustível, o que garante o abastecimento pelo menos até esta terça-feira (29). É o caso de Brasília, Porto Alegre, Viracopos, em Campinas (SP), e Florianópolis (SC).

Entre as companhias aéreas, a Latam é a mais afetadas nesta segunda-feira. A companhia aérea já cancelou 25 voos. A Avianca tem quatro voos cancelados. A Azul também cancelou alguns voos. No entanto, a empresa afirma que fez os cancelamentos de forma preventiva na última quinta-feira e que todos os passageiros já foram reacomodados. A Gol afirma que não houve cancelamentos.

Recomendação: As companhias aéreas afirmam que os passageiros afetados com a situação podem remarcar o voo, sem custo adicional. A recomendação aos passageiros é procurar as companhias aéreas para consultar a situação dos voos antes de ir para o aeroporto. 

Latam

A Latam informou que tem 25 voos cancelados nesta segunda-feira em nove aeroportos. A Latam recomenda que todos os passageiros verifiquem a situação dos seus voos diretamente na página Status de Voos antes de se dirigirem ao aeroporto. 

  • LA3904 São Paulo/Congonhas – Rio de Janeiro/Santos Dumont
  • LA3909 Rio de Janeiro/Santos Dumont – São Paulo/Congonhas
  • LA3916 São Paulo/Congonhas – Rio de Janeiro/Santos Dumont
  • LA3923 Rio de Janeiro/Santos Dumont – São Paulo/Congonhas
  • LA3202 São Paulo/Congonhas – Belo Horizonte/Confins
  • LA3755 Belo Horizonte/Confins – Rio de Janeiro/Santos Dumont
  • LA3959 Rio de Janeiro/Santos Dumont – São Paulo/Congonhas
  • LA3023 São Paulo/Guarulhos – Rio de Janeiro/Santos Dumont
  • LA3024 Rio de Janeiro/Santos Dumont – Brasília
  • LA3705 Brasília – São Paulo/Congonhas
  • LA3390 São Paulo/Guarulhos – Fortaleza
  • LA3640 Fortaleza – São Paulo/Guarulhos
  • LA3057 Brasília – Porto Alegre
  • LA3502 Porto Alegre – São Paulo/Guarulhos
  • LA4617 São Paulo/Guarulhos – Brasília
  • LA4616 Brasília – São Paulo/Guarulhos
  • LA4571 São Paulo/Guarulhos – Curitiba
  • LA4630 Curitiba – Brasília
  • LA4797 Rio de Janeiro/Santos Dumont – Belo Horizonte/Confins
  • LA3856 Belo Horizonte/Confins – Brasília
  • LA4670 Brasília – Rio de Janeiro/Santos Dumont
  • LA3359 João Pessoa – São Paulo/Guarulhos
  • LA3001 São Paulo/Congonhas – Curitiba
  • LA3004 Curitiba – São Paulo/Congonhas
  • LA3913 Rio de Janeiro/Santos Dumont – São Paulo/Congonhas

Avianca

A Avianca informou que cancelou quatro voos programados para esta segunda-feira por conta da falta de combustível em alguns aeroportos brasileiros. Os passageiros afetados pelos cancelamentos devem entrar em contato com a companhia aérea pelos telefones 4004-4040 ou 0300-7898160 para remarcar a passagem. Veja os voos cancelados:

  • O6 6300 Brasília – Recife
  • O6 6301 Recife – Brasília
  • O6 6390 Guarulhos – Fortaleza
  • O6 6391 Fortaleza – Guarulhos

Azul

A Azul afirmou que prevendo a extensão dos problemas causados pela greve dos caminheiros cancelou na última quinta-feira (24) alguns voos programados para esta segunda-feira. Segundo a companhia aérea, os passageiros foram previamente reacomodados em outros voos da própria empresa. A Azul não informou a quantidade total de voos afetados.

Nesta segunda-feira, a Azul também retomou o serviço de transporte gratuito de ônibus para o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). O serviço foi interrompido entre sexta-feira e domingo.

Gol

A Gol afirmou que não houve nenhum voo cancelado nesta segunda-feira por conta da crise de abastecimento dos aeroportos. Desde a última sexta-feira, a companhia aérea registrou 11 voos cancelados.

Veja a situação nos principais aeroportos

Belo Horizonte (MG)

O suprimento de combustíveis no aeroporto está restrito, razão pela qual o abastecimento às aeronaves continua sendo feito de forma planejada e coordenada com as companhias aéreas e distribuidoras. A BH Airport mantém a recomendação para que os passageiros entrem em contato com as companhias aéreas e consultem a situação dos voos antes de irem ao aeroporto. Há até o momento 13 voos cancelados.

Brasília (DF)

O aeroporto de Brasília recebeu, nesta segunda-feira, 25 caminhões com querosene de aviação. No total, foram mais de um milhão litros de combustível. No domingo, o aeroporto já havia recebido dez caminhões com 550 mil litros de combustível.

Segundo a administradora Inframerica, desde que começou a greve dos caminhoneiros, é a primeira vez que as reservas do aeroporto ultrapassam o nível de 50%. O aeroporto de Brasília está com 55% da capacidade de armazenamento.

Nesta segunda-feira, o aeroporto de Brasília registra 14 voos cancelados como consequência da crise de abastecimento. Somente da Azul, são nove voos afetados. No entanto, a empresa afirma que os cancelamentos foram feitos com antecedência e os passageiros já foram reacomodados.

Guarulhos (SP)

O aeroporto de Guarulhos não enfrenta problemas com a grave dos caminhoneiros. O maior aeroporto do país conta com um queroduto, que transporta o querosene de aviação diretamente de uma refinaria da Petrobras para os tanques de abastecimento do aeroporto. Dessa forma, não há a necessidade do transporte de combustível por caminhões.

Viracopos (SP)

O aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), recebeu nesta madrugada seis caminhões com combustível. A expectativa é de que um novo carregamento seja entregue ainda na tarde desta segunda-feira. Segundo assessoria do aeroporto, o estoque atual de combustível permite todas as operações até às 10h de terça-feira (29).

Galeão (RJ)

O aeroporto internacional do Rio de Janeiro não enfrenta problemas com a greve dos caminhoneiros. Segundo a administradora RIOgaleão, as operações seguem normais, "uma vez que o fornecimento para as aeronaves é realizado por meio de pits de abastecimento, sistemas que movimentam o combustível por tubulações subterrâneas".

Porto Alegre (RS)

O aeroporto de Porto Alegre recebeu na manhã desta segunda-feira quatro caminhões com combustível. Apesar do novo reabastecimento, a Fraport, administradora do aeroporto, afirmou que o terminal continua operando nos níveis de reserva. "A nova previsão é que as operações sigam até o final da tarde de terça-feira (29)", afirma a empresa, em nota.

Florianópolis (SC)

Cinco caminhões de combustível abasteceram o aeroporto de Florianópolis (SC) na madrugada desta segunda-feira com 231 mil litros de querosene de aviação. Segundo a Floripa Airport, administradora do aeroporto, o novo abastecimento garante a autonomia das operações por mais dois dias. A empresa afirma que todos os 73 voos programados para esta segunda-feira estão confirmados.

Salvador (BA)

O aeroporto de Salvador está com estoque suficiente para manter todos os voos programados e ainda servir de suporte para o abastecimento de outros aviões. A Vinci Airports, administradora do aeroporto de Salvador, afirmou que recebeu um novo carregamento de combustível, "suficiente para suprir a atual demanda de voos regulares e suporte temporário à malha aérea nacional".

Somente no domingo, 31 voos foram desviados para o aeroporto de Salvador para poderem ser reabastecidos. Apesar disso, a empresa afirma que "os níveis de autonomia seguem sob monitoramento constante, conforme demanda".

Preço da gasolina chega a R$ 9,99 em posto no DF

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos