ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Ainda não sacou dinheiro do fundo PIS/Pasep? Você vai receber 8,97% a mais

Do UOL, em São Paulo

10/07/2018 10h13

Os trabalhadores que têm dinheiro no fundo do PIS/Pasep, mas ainda não sacaram os valores devem receber 8,9741% a mais. Este é o rendimento anual para 2018, informou a Secretaria do Tesouro Nacional. O valor ficou dentro do previsto pelo governo, que estimava uma correção entre 8% e 10%.

Tem direito ao fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988. Quem não sacou os recursos e tinha dinheiro no fundo em 30 de junho vai receber esse rendimento anual. Ele leva em conta os juros e a atualização monetária. Os detalhes do cálculo foram publicados no Diário Oficial da União no último dia 29. 

Leia também:

Quem sacou dinheiro não terá rendimento

Em junho, o governo autorizou o saque do fundo para cotistas de todas as idades. O calendário de pagamento começou para quem tinha 57 anos de idade ou mais. Porém, o saque foi interrompido para o cálculo dessa atualização de valor e voltará em agosto. (Veja o calendário abaixo)

Quem deixou o dinheiro na cota terá direito ao acréscimo. Ou seja, se tinha R$ 1.000 no fundo, receberá R$ 89,74 de rendimento. Já quem teve pressa ou precisou tirar o dinheiro logo após a liberação dos saques perdeu esse rendimento.

    Saque liberado para todas as idades

    O governo liberou em 13 de junho o saque do PIS/Pasep para todos que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988. Antes, era preciso preencher um dos requisitos para retirar o dinheiro, como estar aposentado ou ter uma doença grave, por exemplo.

    Enquanto não podia sacar o dinheiro, o trabalhador recebia um rendimento, pago uma vez por ano. Quando saca os valores da cota, os trabalhadores não recebem mais o rendimento anual. 

    Saque foi suspenso temporariamente

    O saque do fundo foi interrompido temporariamente no dia 29 de junho e volta em agosto, depois de ser corrigido.

    Veja o calendário:

    • 30 de junho a 7 de agosto: saque interrompido para cálculo dos rendimentos anuais das cotas
    • 8 de agosto: liberação de saque para cotistas de todas as idades que possuem contas na Caixa (PIS) e no Banco do Brasil (Pasep)
    • 14 de agosto: saque liberado para cotistas de qualquer idade que tenham conta em outros bancos
    • 28 de setembro: último dia para saque. A partir do dia seguinte, pagamento volta a ser feito apenas aos cotistas que atendem aos critérios habituais de saque (leia mais abaixo)

    Se não sacar o dinheiro, continuarei recebendo o rendimento?

    Sim. Quem não fizer o saque da cota agora, durante essa liberação do governo, continuará recebendo o rendimento anualmente.

    Poderei tirar o dinheiro depois de 28 de setembro?

    Após 28 de setembro, voltam a valer os critérios habituais para o pagamento das cotas. Se não retirar os valores no prazo, o trabalhador só poderá fazer o saque ao preencher ao menos um dos seguintes requisitos:

    • 60 anos de idade ou mais
    • estar aposentado
    • invalidez
    • câncer
    • portador do vírus HIV
    • doenças graves listadas em portaria interministerial do governo
    • idoso e/ou pessoa com deficiência que recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC)
    • transferência para reserva remunerada ou reforma (no caso de militar)
    • em caso de morte do trabalhador, a família pode sacar

    Vou deixar de receber o abono do PIS/Pasep se sacar esse dinheiro?

    Não. As cotas do fundo do PIS/Pasep e o abono salarial são duas coisas diferentes.

    Como cobrar dívida de um amigo

    UOL Notícias

    Mais Economia