IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Mídia e Marketing


Fini e Itambé, Kibon e Ovomaltine: marcas fazem parcerias para vender mais

Resultado da parceria entre Fini e Ultragaz - Divulgação
Resultado da parceria entre Fini e Ultragaz Imagem: Divulgação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/11/2018 04h00

No mês passado, a Fini, empresa espanhola do segmento de balas de gelatina, anunciou uma parceria com a Itambé, companhia brasileira do setor lácteo. O acordo apresentou uma novidade ao consumidor: o lançamento de um iogurte com balas de gelatina, novidade no mercado.

O produto, que já pode ser encontrado nas gôndolas, conta com iogurtes nos sabores framboesa e tutti-frutti, e balas nos sabores laranja, morango e maçã verde, com preço sugerido de R$ 3,49.

Leia também:

Não é a primeira vez que a marca de doces investe numa parceria conhecida como "co-branding", uma cooperação mútua entre marcas diferentes que se juntam para criar um novo produto ou serviço.

A companhia já havia se unido à Ultragaz. Os consumidores que comprassem o botijão de 13 kg da distribuidora em setembro receberam um brinde: uma embalagem de 15g de balas em formato de botijão de gás.

Entre os dias 10 e 14 de outubro, por sua vez, quem fosse a uma loja Starbucks e pedisse uma bebida sabor Frappuccino poderia escolher com qual bala da Fini ela seria entregue --entre as versões "mini dentaduras", "mini beijos" ou "mini minhocas".

"Temos três pilares para concretizarmos novas parcerias: inovação, diferenciação e qualidade, quer seja por um produto diferente, um novo momento de consumo, uma nova exposição ou um novo público. Nosso objetivo é trabalhar com grandes players, possibilitando uma penetração em diferentes mercados e fortalecimento da marca", afirmou Andrea Köhler, gerente de Marketing da Fini.

Aumento das vendas

"A Fini percebeu que o produto dela pode gerar outro tipo de consumo, se aliando a marcas que também precisam de novos produtos para o consumidor", disse Tatianna Oliva, sócia da Cross Network, agência que atua há dez anos com parcerias entre marcas.

"Além disso, as parcerias geram vendas de verdade. Existem parcerias que servem para ativar a área de relações públicas e outras que funcionam como brindes para os clientes. Mas, em alguns casos, um novo negócio de sucesso pode surgir", declarou Tatianna.

No caso da Fini, esse fato já vem acontecendo. "Por meio do co-branding, aumentamos a penetração com diferentes públicos, com momentos de consumos diferentes e novas experiências. Não podemos abrir os números, mas há um reflexo direto nas vendas", disse.

"Com a Itambé, já ultrapassamos as vendas estimadas no início do projeto. A estimativa é que o lançamento, já no primeiro ano, represente 6% das vendas na categoria de iogurtes da marca", disse Andréa.

'Ganha-ganha'

A estratégia é antiga, mas esbarra em alguns detalhes comerciais. Para Tatianna, o maior problema é que as marcas ainda precisam entender que as parcerias são boas para ambas.

"Uma novidade assim depende do interesse dos dois lados. As marcas também precisam entender que é positivo para todo mundo, como numa sociedade. Os acordos de sucesso devem nortear tais estratégias", declarou.

Como exemplos de sucesso, ela cita a parceria entre Kopenhagen e McDonald's, criada há cerca de cinco anos. "Não é só inovação. Quem imaginaria que eles venderiam cerca de um milhão de sorvetes por mês? É venda na veia", disse.

Confira outras estratégias de co-branding de sucesso.

Kibon

Kibon e Mars lançam o Cornetto de Snickers - Divulgação
Kibon e Mars lançam o Cornetto de Snickers
Imagem: Divulgação

A última novidade da Kibon em termos de parceria foi o lançamento do Cornetto de Snickers, em acordo com a Mars, fabricante do chocolate. Para este ano, a marca de sorvetes ainda com outras duas novidades: pote com sabor Ovomaltine (com a AB Brasil, subsidiária da Associated British Foods) e picolé Toddynho (em parceria com a Pepsico).

Faber-Castell e Danone

A Danone e a Faber-Castell lançaram, em 2012, um boneco do Dino, mascote dos iogurtes Danoninho. O brinquedo, voltado para crianças de cinco a oito anos, ficou disponível para venda em todo o Brasil.

Maizena e Tok&Stok

Em 2015, as marcas anunciaram uma parceria, renovada desde então. A Maizena emprestou sua marca para a Tok&Stok vender como produtos; em troca, ganhou espaço nas lojas.

Mais Mídia e Marketing