PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Brumadinho faz governo liberar Bolsa Família, FGTS e crédito do BNDES

Do UOL, em São Paulo

29/01/2019 13h49

O governo anunciou, nos últimos dias, a liberação de recursos para pessoas e municípios atingidos pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG). São recursos do Bolsa Família, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Além disso, a Caixa Econômica Federal anunciou condições especiais e reforço no atendimento para clientes de Brumadinho. Veja os detalhes abaixo.

Pagamento antecipado do Bolsa Família

As famílias de Brumadinho que recebem o Bolsa Família poderão sacar antecipadamente o dinheiro a que têm direito, sem precisar seguir o calendário do programa. Atualmente, são 1.506 famílias inscritas, segundo o Ministério da Cidadania.

Quem perdeu o cartão do programa ou os documentos deve procurar os gestores municipais do Bolsa Família e retirar uma guia autorizando o pagamento.

Mais informações: Centrais de Relacionamento do Ministério da Cidadania (0800 707 2003) e Caixa (0800 726 0101).

O Ministério da Cidadania informou que estuda medidas adicionais de apoio à população local, como antecipar o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Liberação do FGTS a quem teve casa atingida

Trabalhadores que tiveram suas casas afetadas pelo rompimento da barragem poderão solicitar o saque do FGTS nas agências da Caixa, limitado a até R$ 6.220 por pessoa.

A medida foi anunciada na segunda-feira (28) pela Caixa em cumprimento à Lei Federal 10.878/2004, que permite sacar o dinheiro em caso de desastre natural.

Prazo maior para empréstimos da Caixa

A Caixa anunciou condições especiais para a população de Brumadinho:

  • quem fez empréstimo (crédito pessoal ou crédito direto ao consumidor) terá direito a até 90 dias de pausa no pagamento
  • para novos empréstimos (crédito pessoal ou crédito direto ao consumidor), até 60 dias para pagar a primeira parcela
  • correntistas terão três meses sem pagar tarifas da cesta de serviços
  • quem tem financiamento imobiliário terá direito a 90 dias de suspensão do vencimento das prestações
  • as empresas que fizeram empréstimos terão até três meses para pagamento das parcelas

A Caixa também estendeu o horário de atendimento das agências de Brumadinho e próximas ao município e deslocou um caminhão-agência para reforçar o atendimento bancário na cidade a partir desta terça-feira (29).

Conta para doações

A Caixa informou que abriu uma conta poupança, com nome "Juntos por Brumadinho", para receber doações. Os dados para fazer depósitos e transferências são: Agência 2808, Operação 013, Conta 3-5.

As agências do banco em Brumadinho, Betim, Contagem e as unidades de Belo Horizonte também funcionam como ponto de recebimento de doações de água, material de higiene e limpeza.

BNDES libera crédito a municípios afetados

O BNDES anunciou que vai estender a sua linha de crédito emergencial para cidades mineiras que tenham sido afetadas pelo rompimento da barragem da Vale. Com isso, os municípios de Belo Vale, Bonfim, Ibirité, Igarapé, Itabirito, Itatiaiuçu, Mário Campos, Moeda, Nova Lima, Rio Manso, São Joaquim de Bicas e Sarzedo, além de Brumadinho, passam a dispor da linha de crédito Emergencial BNDES Automático.

Os empresários podem pegar empréstimos de até R$ 2,5 milhões, com até 90 meses (sete anos e seis meses) para pagar e primeira parcela em até 36 meses (três anos), de acordo com a avaliação da instituição repassadora.

O BNDES informou que vai oferecer mais de R$ 2 bilhões por meio do crédito indireto na região.

(Com Agência Brasil)

Veja o caminho percorrido pela lama da barragem de Brumadinho

UOL Notícias