IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Reforma da Previdência


'Reforma de militares leva em conta o que perdemos lá atrás', diz Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

21/03/2019 20h37

A proposta de reforma da aposentadoria e reestruturação de carreira dos militares leva em conta as perdas do passado, afirmou o presidente Jair Bolsonaro em uma transmissão ao vivo hoje no Facebook. Segundo o presidente, uma medida do governo Fernando Henrique Cardoso já havia retirado a maior parte dos direitos da categoria, por isso o projeto entregue ontem à Câmara dos Deputados não foi tão duro quanto se esperava.

"Uma medida provisória (MP 2.215-10) tirou basicamente todos os direitos dos militares e, mais ainda, naquele momento ia ser discutida uma reforma da Previdência parecida com esta que está aí. O que aconteceu? Foi aprovada a MP dos militares [na verdade, está em vigor sem ter sido votada pelo Congresso] e os demais ficaram fora dela. Então, para fazer uma análise séria do que foi proposto agora, tem que levar também o apresentado em 2000", afirmou o presidente.

No vídeo, Bolsonaro disse que a medida está em vigor até hoje porque ficou "congelada" devido a uma mudança na tramitação das MPs, em 2001. Para ela deixar de valer, o Congresso precisaria votá-la ou o Presidente da República derrubá-la.

"Se eu retirar essa medida provisória, os militares teriam um aumento de uns 300% e voltariam todos os direitos. Logicamente, não podemos ser irresponsáveis a esse ponto. Mas, levem em conta o que nós perdemos lá atrás", declarou.

Reforma da Previdência