Mais informação com menos tempo de leitura
IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Senadora Kátia Abreu pede palavra, Guedes rejeita e bate boca em comissão

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

27/03/2019 17h32Atualizada em 28/03/2019 09h12

Em bate-boca na audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), e a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) se desentenderam quando falavam sobre a aposentadoria de parlamentares.

Kátia interrompeu Guedes quando ele falava que os parlamentares tinham uma aposentadoria 30 vezes superior ao salário médio dos trabalhadores do setor privado. A senadora disse que os pares se submetiam ao teto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), atualmente em R$ 5.839,45.

"Os senadores ganham o teto do INSS de R$ 5.000", disse Kátia.

"Posso falar?", afirmou Guedes.

"O senhor não vai desrespeitar nenhum senador aqui. O senhor adiou três vezes sua vinda aqui. O senhor mandou a senadora calar a boca", declarou Aziz.

"Não mandei ela calar a boca. Perguntei se poderia falar", retrucou Guedes.

Após o bate-boca, Guedes voltou a defender que a reforma da Previdência é essencial para corrigir o que ele chama de distorções. "Precisamos garantir as aposentadorias que estão sob risco", afirmou.

Sem Previdência e com alta da dívida pública, Guedes deixaria governo

UOL Notícias

Mais Economia