PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Vídeo ensina passo a passo como acompanhar pedido de aposentadoria do INSS

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

08/04/2019 04h00

Quem pede aposentadoria consegue acompanhar sua solicitação pelo aplicativo de celular e site Meu INSS. É possível verificar se o pedido foi concedido, negado ou se ainda está sendo analisado pelo instituto.

O primeiro passo para saber qual a situação do seu pedido é entrar no Meu INSS e fazer o login, com o CPF e a senha. Quem não tiver uma senha deve fazer o cadastro. Clique aqui para saber como se faz o cadastro ou veja no vídeo no fim deste texto.

Na página principal do Meu INSS, é preciso clicar no item "Agendamentos/Requerimentos" e encontrar a data em que você fez o pedido de aposentadoria.

O que pode aparecer

1) "Situação: concluída"

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) analisou seu pedido e já tem uma resposta para lhe dar. Para ver a decisão, é preciso clicar na lupa ao lado direito do quadro. Uma página com todo o andamento do pedido administrativo abrirá. Vá até o final dela para ver a resposta do INSS. O instituto poderá informar se o benefício foi aceito ou negado. Se for negado, o motivo estará explicado nessa página.

2) "Situação: em análise"

O INSS ainda não tem uma decisão final sobre sua solicitação. Ao clicar na lupa, o segurado consegue ver que o pedido foi recebido pelo INSS, mas ainda precisará esperar para saber se terá direito à aposentadoria.

Meu INSS lista outras solicitações

Se o segurado foi ao INSS e já resolveu alguma situação lá (como atualização cadastral ou retirada de algum comprovante), poderá encontrar na data em que marcou a ida ao posto a situação "cumprido". Se não foi ou remarcou a ida ao posto, pode encontrar a descrição "cancelado".

O que fazer se tiver o pedido negado?

Segundo o advogado previdenciário João Badari, o segurado que tiver o pedido de aposentadoria negado pode entrar com um recurso administrativo, no próprio INSS, para tentar reverter a situação. Outra opção é buscar a Justiça.

Quem tem advogado não precisa fazer agendamento

Segundo o último boletim estatístico da Previdência Social, o tempo médio de concessão de benefícios estava em 65 dias em janeiro de 2019.

Quem tem advogado consegue receber o benefício mais rapidamente por causa de uma decisão de 2017. Os representantes do segurado não precisam agendar o pedido de aposentadoria. Badari afirmou que os advogados também podem entrar com um mandado de segurança pedindo para que o benefício seja analisado mais rapidamente.

Quem não tem advogado e está esperando muito para receber o benefício pode registrar uma reclamação na Ouvidoria do INSS.

Há duas leis que tratam sobre prazos que o INSS tem para responder um pedido do segurado. A lei 8.213/91 diz que o primeiro pagamento do benefício deve ser efetuado até 45 dias após a data da apresentação da documentação. A lei 9.784/99 diz que a administração tem o prazo de até 30 dias para decidir sobre processos administrativos, mas que esse prazo pode ser prorrogado por igual período se houver justificativa.

Segundo o advogado Rômulo Saraiva, o INSS se baseia nos 45 dias, porém, na prática, o prazo nem sempre é cumprido. Badari considera que depois de 30 dias de espera, se o INSS não der nenhuma justificativa nem exigir que o segurado apresente documentos complementares, é possível buscar a Justiça para pedir o benefício.

O segurado deve lembrar que receberá os valores da aposentadoria desde a data em que fez o agendamento do benefício.

Como cadastrar uma senha no Meu INSS?

Para ter acesso a todos os servidos do Meu INSS, é preciso cadastrar uma senha. Será preciso informar o nome completo, o CPF, a data de nascimento, email, celular e o nome da mãe. Após responder perguntas sobre as contribuições e as empresas trabalhadas, o sistema irá gerar uma senha provisória, que terá que ser trocada no primeiro acesso. Veja o passo a passo no vídeo abaixo.

Como cadastrar uma senha no Meu INSS e acompanhar dados da aposentadoria?

UOL Notícias
PUBLICIDADE