PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Curso ensina a fabricar etanol para o carro; especialistas não recomendam

Arnaldo Ribeiro, engenheiro e professor do curso, diz que começou a produzir e usar o etanol combustível em 2004 - Divulgação
Arnaldo Ribeiro, engenheiro e professor do curso, diz que começou a produzir e usar o etanol combustível em 2004 Imagem: Divulgação

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/05/2019 04h00Atualizada em 10/06/2019 13h18

Resumo da notícia

  • Curso online com engenheiro mostra como fazer etanol em casa, com resto de frutas e promessa de custo médio de R$ 1 por litro
  • Tem de comprar um destilador de quase R$ 20 mil; investimento demoraria 5 anos e 9 meses para se pagar
  • Fabricar é permitido, mas é proibido vender combustível sem ter licença
  • Especialistas dizem que estraga o motor; responsáveis pelo curso afirmam que é seguro

A Escola da Cachaça iniciou em março um curso online de fabricação de etanol combustível para o aluno abastecer o próprio carro. A produção de etanol pode custar em média R$ 1, dependendo de uma série de variáveis durante a produção.

O curso Combustível Infinito custa R$ 697, mas, para fabricar o combustível, é preciso ter um destilador de etanol, cujo valor é R$ 19.997. Entre fermentação e destilação, é possível produzir de 60 a 70 litros de etanol a cada três horas.

Para especialistas, no entanto, a produção caseira para esse nível de consumo não seria interessante economicamente, devido ao investimento significativo, o tempo gasto para produzir e os riscos envolvidos.

Segundo o professor Paulo Dutra, coordenador do curso de Economia da Faap, em São Paulo, a economia anual seria da ordem de R$ 3.600 para uma pessoa que roda 1.000 km por mês em um carro que consome 6 km/litro. Ela levaria cinco anos e nove meses para ter retorno do investimento. Ele considerou o preço médio do etanol a R$ 2,803.

Se você rodar o dobro de quilômetros por mês ou tiver dois carros que rodam essa quilometragem, o tempo de retorno do investimento cai praticamente pela metade, para cerca de dois anos e dez meses. Deve-se levar em conta também quanto você gastará para produzir ou adquirir a matéria-prima.

Lei proíbe vender o etanol

Não há lei que proíba a fabricação de etanol combustível para consumo próprio. No entanto, o advogado Luiz Carlos Cabral Marques, sócio do escritório Marcelo Rosenthal Advogados Associados e atuante na área do direito relativa a combustíveis, afirmou que a pessoa que fabrica esse produto pode sofrer punições e até ser presa, caso não cumpra regras de armazenamento e depósito do produto (pena de reclusão de 1 a 4 anos). A venda de combustível também é proibida por constituir crime contra a ordem econômica (multa e pena de reclusão de 1 a 5 anos).

Outro problema refere-se a desempenho do veículo que usa esse tipo de combustível. Especialistas dizem que o etanol caseiro causa desgaste nas peças do motor e prejudica o desempenho do veículo.

Leandro Dias, co-fundador da Escola da Cachaça, disse que o aluno não pode vender o etanol, mas utilizá-lo apenas para abastecer o próprio carro. "Aqueles que se interessarem em comercializar o combustível deverão obter as devidas licenças exigidas pelos órgãos competentes", declarou.

Dias recomenda que o etanol combustível fabricado seja usado imediatamente para abastecer o carro. "O ideal é não ter estoque, mas, se precisar, o etanol pode ser guardado em galões próprios para transporte de combustível. Mas sempre é preciso ter prudência e cuidado ao lidar com qualquer tipo de material inflamável, como, por precaução, manter no local um extintor de incêndio. Todo cuidado é pouco", afirmou.

Fabricação tem frutas e restos de cachaça

Para a produção deste combustível etanol a escola ensina a usar as seguintes matérias-primas:

  • Cana-de-açúcar
  • Frutas maduras ou que passaram do ponto
  • Sobras da produção de cachaça (são partes descartadas da produção de bebidas destiladas, chamadas de "cabeça" e "cauda", que contêm componentes impróprios para o consumo humano)
  • Açúcar de varrição (aquele açúcar que cai no chão durante o ensacamento e acaba sendo vendido para a alimentação de gado).

Dias afirmou que o processo de fabricação é "muito simples". "A fermentação vai transformar o açúcar em álcool, e o destilador vai superconcentrar aquele álcool, entre 90% e 96%", disse. Essa fermentação deve ser feita fora do destilador, como, por exemplo, numa caixa d'água, segundo ele.

Para fabricar o etanol combustível, é preciso ter um destilador próprio, que custa R$ 19.997 - Divulgação - Divulgação
Para fabricar o etanol combustível, é preciso ter um destilador próprio, que custa R$ 19.997
Imagem: Divulgação

Para fabricar o etanol o aluno precisa ter uma área de no mínimo 7 m² para instalar o destilador. "Não é possível nem é permitido fazer isso dentro de casa. O recomendável é ter uma chácara, sítio ou fazenda. Não é uma empresa; é uma atividade para fabricar seu próprio etanol", declarou ele. A torre do destilador tem quatro metros de altura.

"Desde 2004 comecei a produzir e estudar como deixar mais barata a produção do etanol. Há anos não sei mais o que é ir a um posto de combustível para abastecer o meu carro. Vale muito a pena", afirmou Arnaldo Ribeiro, engenheiro civil e de alimentos e professor do curso Combustível Infinito, da Escola da Cachaça.

No estado de São Paulo, por exemplo, o preço médio ao consumidor do litro de etanol era de R$ 2,803, na semana de 12 a 18 de maio, de acordo com pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

É financeiramente vantajoso?

Ricardo Teixeira, coordenador do MBA em Gestão Financeira e professor da FGV, disse que, do ponto de vista exclusivamente financeiro, é provável que a fabricação caseira do etanol seja vantajosa para grupos específicos de consumidores, para os quais poderá ser interessante investir na sua fabricação.

Segundo ele, devem ser levados em consideração, além do investimento inicial, as despesas que decorrerão do possível desgaste do motor, o tempo gasto na fabricação, o custo e a dificuldade de acesso às matérias-primas.

"Para quem é do campo, tem facilidade de acesso à matéria-prima e flexibilidade de horário para dedicar-se à produção fracionada, evitando estoques, pode ser interessante. Vale lembrar, no entanto, que o interessado pode ter de esperar até três anos para ter o retorno do investimento. Nesse caso, a decisão financeira deve estar atrelada a uma determinação pessoal de executar o projeto por pelo menos esse prazo", declarou.

ANP não regula fabricação para consumo próprio

De acordo com a ANP, o órgão não regula mais o produtor de etanol combustível cuja finalidade é o consumo próprio. No entanto, caso haja comercialização desse produto, ele deve ter autorização da ANP, conforme estabelecido na Resolução ANP 734/2018.

A ANP é responsável pela regulação da qualidade de todos os combustíveis vendidos comercialmente (fósseis e biocombustíveis).

Etanol caseiro prejudica o carro, dizem especialistas

O professor Marcelo Augusto Alves, do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica da USP, disse que a fabricação do etanol deve seguir a especificação estabelecida pela ANP, para que não prejudique o desempenho do veículo.

"Caso o combustível não esteja em conformidade com o que estabelece a ANP, há risco de danos ao veículo e de perda de desempenho", afirmou. Segundo ele, os motores e suas peças são projetados para o combustível estabelecido pela norma técnica.

Alves afirmou que os danos possíveis dependem do tipo de contaminação que esteja presente no combustível. Pode haver dano ao sistema de injeção, entupimento de filtros e bicos injetores, por exemplo. O excesso de água prejudica o desempenho do motor também.

Para o professor Renato Romio, chefe da Divisão de Motores e Veículos do Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia, o veículo irá funcionar com etanol caseiro, mas não é indicado devido a impurezas e água presentes. "Não é seguro em razão dos contaminantes presentes na destilação para produção de cachaça. O veículo irá funcionar, porém haverá um desgaste acentuado de médio e longo prazo nas peças em contato com o combustível", afirmou.

Para Dias, da Escola da Cachaça, o curso Combustível Infinito ensina a fazer o etanol combustível a partir de um destilador de etanol, e não de um destilador de cachaça. "Isso faz com que qualquer tipo de impureza seja retirada no processo. A graduação alcoólica do etanol chega a ser um pouco maior do que a dos postos de combustíveis, o que faz com que tenha menos água. O combustível produzido em casa está em total conformidade com o que estabelece a ANP", afirmou.

Onde encontrar:

Curso Combustível Infinito - https://escoladacachaca.com.br/curso-combustivel-infinito/

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

UOL Carros
Errata: o texto foi atualizado
O texto informava incorretamente que a produção de etanol poderia gerar economia de R$ 1 por litro de combustível. Na verdade, o custo médio de produção é de R$ 1 por litro de etanol. A informação foi corrigida. Os cálculos também foram alterados.