IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Saques do FGTS e do PIS vão ajudar economia a crescer, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

27/08/2019 10h55

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, afirmou hoje que o PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre pode ter "ficado estável ou crescido ligeiramente". Apesar disso, ele não fez uma estimativa numérica. O resultado será divulgado nesta quinta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileira de Geografia e Estatística).

A declaração foi dada em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal. Segundo Campos Neto, nos próximos trimestres, o BC espera "alguma aceleração" no ritmo de crescimento, que será reforçada pela liberação de recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e de cotas do PIS/Pasep.

"Não obstante essa aceleração, nosso cenário básico supõe que o ritmo de crescimento subjacente da economia será gradual. Em um contexto de pouco espaço fiscal para investimentos públicos, reiteramos a importância da continuidade do processo de reformas e ajustes que gerem sustentabilidade da trajetória fiscal futura", disse.

Campos Neto também afirmou que, com a redução das incertezas sobre a economia brasileira, as reformas devem estimular o investimento privado.

"Entendemos que uma retomada mais robusta da economia depende também da agenda microeconômica, que inclui iniciativas que visam ao aumento de produtividade, ganhos de eficiência, maior flexibilidade da economia e melhoria do ambiente de negócios", declarou.

Veja quem tem direito ao saque do fundo PIS/Pasep

UOL Notícias

Economia