IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Centrão e oposição articulam e relator tira Lula e Dilma de CPI do BNDES

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acompanhado da ex-presidente, Dilma Rousseff - Ricardo Marchetti/Estadão Conteúdo
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acompanhado da ex-presidente, Dilma Rousseff Imagem: Ricardo Marchetti/Estadão Conteúdo

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

16/10/2019 13h01

Uma articulação entre partidos do centrão e da oposição retirou o indiciamento dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT) na CPI do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico). O relator, deputado Altineu Cortes (PL-RJ), ainda removeu outros nove nomes de pessoas que eram apontadas como suspeitas de práticas ilícitas no banco.

Esta é a terceira CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES que a Câmara faz para analisar irregularidades nas transações bilionários do banco e empréstimos internacionais. Nesta quarta-feira (16), os deputados discutem a alteração do relatório feita por Altineu.

"A gente vive um problema político. Estou declinando de nomes que na minha convicção deveriam constar no pedido de indiciamento, mas existe uma discussão que está passando para política", disse o parlamentar.

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES na Câmara havia sugerido os indiciamentos de Lula, Dilma e outras 71 pessoas por supostos crimes cometidos em empréstimos realizados pelo banco de fomento durante as gestões petistas.

O colegiado foi criado para investigar empréstimos do BNDES no exterior e reuniu, após 200 dias de funcionamento, informações que apontam para falhas do banco no financiamento de obras na Venezuela, em Cuba, em Moçambique e em outros países durante os governos do PT. O banco sempre negou irregularidades.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia