IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Todos a Bordo


O que as luzes vermelhas no topo dos prédios têm a ver com os aviões?

Luzes-piloto no topo de prédios - Divulgação/Reprodução
Luzes-piloto no topo de prédios Imagem: Divulgação/Reprodução

Alexandre Saconi

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Luzes-piloto vermelhas indicam a presença de obstáculos no caminho dos aviões
  • Em voos noturnos, a iluminação serve como referência para pilotos se guiarem no ar
  • As luzes podem ficar piscando ou serem usadas em conjunto com luzes da cor branca
  • Departamento de Controle do Espaço Aéreo é o responsável por cobrar a sinalização e iluminação das torres
  • Prefeitura fiscaliza, e proprietário do imóvel instala
  • Guindastes em obras próximas a aeroportos também precisam ser sinalizados

O que as luzes vermelhas no topo de prédios têm a ver com aviões e helicópteros que sobrevoam centros urbanos? Essas luzes são dispositivos de segurança, chamadas de luzes-piloto, e que têm a finalidade de reduzir os perigos para a navegação aérea, indicando a presença de obstáculos no caminho, minimizando o risco de acidentes. Em condições de baixa visibilidade, como em voos noturnos, essa iluminação serve como referência para que os pilotos se guiem no ar.

Essas luzes podem ser de baixa, média ou alta intensidade, ou uma combinação disso tudo, dependendo do obstáculo a ser sinalizado. Elas ainda podem ficar piscando ou serem usadas em conjunto com luzes da cor branca, para facilitar a visualização da barreira para a aeronave.

A luz-piloto deve ser vista de qualquer um dos lados do prédio ou torre, por exemplo. Em caso de objetos mais altos, é possível que mais de uma luz tenha de ser instalada para que pilotos mantenham o controle dos obstáculos à sua volta.

O responsável por cobrar a sinalização e iluminação das torres é o Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo). À prefeitura local, compete a fiscalização da manutenção das sinalizações desses projetos após suas conclusões.

Cabe ao proprietário ou utilizador da propriedade onde o obstáculo está situado a instalação dessas luzes, além de providenciar que o dispositivo seja colocado no local adequado. Em caso de descumprimento, a punição é multa diária.

Guindastes também são sinalizados

Guindastes, por serem, em geral, objetos altos, também podem representar um risco à aviação caso não sejam bem adequadamente sinalizados. Em obras realizadas próximas a zonas de proteção ao voo, como nas proximidades de aeroportos, estes dispositivos também devem conter a luz-piloto.

Fontes consultadas: Advogado Rubens do Carmo Elias Filho e equipe (Nelm Advogados) e Anac

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Veja como são os pousos em alguns dos aeroportos mais assustadores

UOL Notícias

Todos a Bordo