PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

McDonald's pagará US$ 26 mi de multa por não cumprir leis trabalhistas

McDonald"s  - Reprodução
McDonald's Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

25/11/2019 19h35

O McDonald's concordou em pagar US$ 26 milhões para resolver um processo de quase sete anos que acusa a rede de fast food de pagar a seus empregados na Califórnia (EUA) salários abaixo do estabelecido pela lei.

O acordo preliminar aponta que a empresa usava um sistema que enganava os trabalhadores fora do expediente e impedia os empregados de descansar durante os turnos.

Mais de 38 mil caixas e cozinheiros da Califórnia se mobilizaram ao longos dos anos, no que agora e é o maior acordo salarial do McDonald's nos Estados Unidos, disseram representantes.

O acordo exige que o McDonald's pague horas extras exigidas, acompanhe o pagamento eletronicamente, forneça pausas para descanso durante os turnos —e não no início ou final— e forneça uniformes de trabalho de substituição quando os velhos forem danificados ou desgastados.

O McDonald's negou irregularidades como parte do acordo, que exige aprovação do tribunal.

Em comunicado, a empresa disse que ainda acredita que suas práticas trabalhistas estão em conformidade com as leis trabalhistas da Califórnia. Ela também disse que está melhorando o treinamento em restaurantes de propriedade da empresa "para promover o cumprimento contínuo de todas as leis salariais e de horas".

O McDonald's tem sido alvo de organizadores trabalhistas que afirmam que paga mal aos trabalhadores e fornece condições de trabalho inseguras em restaurantes franqueados e de propriedade da empresa.