PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Feirão Limpa Nome do Serasa é prorrogado até domingo

cartões, cartão de crédito, bancos, dívida, endividamento, faturam, finanças - bernie_photo/Getty Images/iStockphoto
cartões, cartão de crédito, bancos, dívida, endividamento, faturam, finanças Imagem: bernie_photo/Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

17/12/2019 09h13

O Feirão Limpa Nome do Serasa, um mutirão para ajudar consumidores com contas atrasadas a negociar e quitar suas dívidas, foi prorrogado até o próximo domingo (22).

O evento, que começou em 4 de novembro, reúne empresas, entre bancos e companhias telefônicas, que oferecem descontos de até 98% nas dívidas de quem for quitar os valores devidos.

Para negociar, o consumidor deve acessar o site do Feirão Limpa Nome e inserir o CPF para consultar se está em débito com as empresas que participam da ação. Em caso positivo, a pessoa deve acessar a proposta e, se não concordar, fazer uma contra-proposta.

Quando as duas partes concordarem com os termos, o site disponibiliza um boleto que deve ser impresso e pago.

Outro feirão

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) também anunciou uma prorrogação no feirão on-line de renegociação de dívidas que agora vai até o dia 23 de dezembro.

Segundo o SPC, a prorrogação acontece para que mais brasileiros possam usar segunda parcela do 13º salário, além da liberação do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), para quitar suas dívidas.

Os interessados podem verificar no site do feirão do SPC Brasil se as empresas em que estão devendo aderiram ao programa.

As facilidades oferecidas vão desde um desconto no valor da dívida, que em alguns casos podem chegar a 90%, até a possibilidade de um parcelamento maior ou um novo prazo para quitar a dívida.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas