PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Impactos da carne e do trigo mais caros na inflação não preocupam BC

Fábio Kanczuk, diretor de Política Econômica do BC - Divulgação
Fábio Kanczuk, diretor de Política Econômica do BC Imagem: Divulgação

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

19/12/2019 13h18

Resumo da notícia

  • Afirmação é do diretor de Política Econômica do BC, Fabio Kanczuk
  • Preço da carne disparou em novembro, subindo em média 8%
  • Presidente do BC diz que preço em 2020 dependerá das importações da China

O diretor de Política Econômica do BC (Banco Central), Fabio Kanczuk, afirmou que não está preocupado com o impacto do encarecimento da carne e do trigo na inflação. A declaração foi dada durante coletiva sobre o Relatório de Inflação, publicado hoje.

O preço da carne disparou em novembro, subindo em média 8% e puxando a inflação do mês, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Durante o evento, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que muitos especialistas têm acompanhado com lupa o que vai acontecer com as importações de carne para a China no próximo ano e como isso afetará os preços no Brasil e no mundo.

"Já existe uma curva de importação natural. Há uma classe social que vai consumir mais carne. E tem a questão sobre a destruição da matriz suína (com a peste suína africana). Existe um elemento de incerteza grande dependendo da reação da China", disse.

Com mais importações, a tendência é de que os preços continuem alto. Se as importações diminuírem, os preços podem se estabilizar e até cair com mais carne no mercado brasileiro.

Economia