PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Procon notifica Magazine Luiza após reclamações sobre cupons de R$ 1000

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

08/01/2020 17h57

O Procon-SP notificou a empresa Magazine Luiza após monitorar redes sociais e receber inúmeras reclamações de clientes que se sentiram enganados pela promoção feita ontem em que o site distribuiu cupons de R$ 1000.

A empresa deverá informar: a quantidade de cupons disponibilizados e comprovar a respectiva utilização (identificação do consumidor, do produto, valor e local do país); os produtos envolvidos na campanha e a forma de comercialização e divulgação.

O Procon também pede a extensão geográfica da campanha; os mecanismos que o site disponibilizou aos consumidores para controle e consulta dos cupons de desconto e de acompanhamento do pedido e finalização da compra; e se havia condições preferenciais de participação e esclarecer quais providências adotou diante da indisponibilidade do sistema para concluir o processo de compra.

O Magazine Luiza ainda deverá apresentar cópia integral do regulamento da promoção e os documentos que comprovem os mecanismos utilizados para informar as regras de utilização dos cupons, como prazos, termos e condições da campanha.

O site teve seu nome entre os assuntos mais comentados no Twitter ontem após anunciar 50 cupons de desconto de R$ 1.000. Muitos clientes disseram que não conseguiram efetuar as compras mesmo conseguindo o benefício, acusando o site de "fraude". Com a reação negativa, o Magazine Luiza liberou, no começo da noite, mais 500 cupons de R$ 1.000, que se esgotaram desta vez em 11 minutos.

Magazine Luiza se pronuncia

Em 7 de janeiro, o Magazine Luiza realizou, em seu perfil no Twitter, a ação #OutletMagalu. Inicialmente, a ação, de acordo com regras anunciadas em um post na rede social, anunciava a oferta de 50 cupons de desconto de 1 000 reais aos primeiros clientes que finalizassem a compra no Super App da companhia. Cada CPF poderia usar um único cupom. A ação era válida para todo o Brasil.

Conforme anunciado, os 50 cupons foram oferecidos na tarde de ontem. O número de participantes que entraram no app para participar da ação foi enorme. Com isso, os 50 cupons se esgotaram em instantes. Assim que as manifestações de clientes por não terem conseguido os cupons disponíveis começaram na rede social, o Magalu decidiu - e divulgou em seu perfil- que distribuiria mais 500 cupons de desconto de 1 000 reais nas mesmas condições. A empresa, portanto, em respeito a seus clientes, decidiu multiplicar a ação por 10, mantendo todas as condições e regras iniciais

. Essa nova leva de cupons também se esgotou rapidamente. Em linha com a postura de respeito adotada pelo Magalu ao longo de sua história, todos os prenomes, cidades de origem e produtos adquiridos pelos clientes que usaram os cupons oferecidos foram publicados no perfil da empresa no Twitter. Isso ocorreu ainda na noite de ontem, logo após o final da ação. Foram oferecidos e utilizados 567 cupons de desconto para todos os produtos vendidos e entregues pelo Magalu, adquiridos por usuários do app localizados em 280 cidades do país.

Os preços finais dos itens comprados, já com o desconto, também foram divulgados. Todos esses dados, já tornados públicos pela empresa, serão devidamente apresentados ao Procon de São Paulo. O Magalu construiu sua reputação cumprindo as promessas que faz a seus clientes. Desta vez, não foi diferente.