PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Portal que atende consumidor registrou 780 mil reclamações em 2019

Fiscais do Procon fazem fiscalização em lojas durante a Black Friday nesta sexta-feira - Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo
Fiscais do Procon fazem fiscalização em lojas durante a Black Friday nesta sexta-feira Imagem: Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo

Agência Brasil

10/03/2020 20h33

Criado com o objetivo de facilitar a interlocução direta entre consumidores e empresas para a solução de conflitos, o portal consumidor.gov.br recebeu 780 mil reclamações em 2019. Desse total, 81% foram solucionados. O prazo médio para que alguma resposta fosse apresentada foi de até 6,5 dias.

No mesmo ano, os Procons cadastrados no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) fizeram mais de 2,5 milhões de atendimentos, e apresentaram um índice de solução de 76,5%.

Os dados constam do boletim Consumidor em Números, divulgado hoje (10) pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça.

A exemplo do que ocorreu em anos anteriores, o setor de telecomunicações foi o que gerou maior número de reclamações apresentadas pelos consumidores, abrangendo quase 40% do total de demandas na plataforma.

Em segundo lugar ficaram os serviços financeiros, alvo de 22% das reclamações feitas no portal, bem como de 19,7% dos registros de reclamações feitos junto aos Procons. Segundo o levantamento, o índice de resolubilidade das empresas deste setor ficou um pouco acima de76%. No caso das empresas de telecomunicações, esse índice ficou acima de 85%.