PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Por coronavírus, Reino Unido pagará até 2.500 libras por mês a autônomos

26.mar.2020 - Coronavírus: o secretário do Tesouro do Reino Unido, Rishi Sunak, anuncia novas medidas econômicas - Pippa Fowles/AFP
26.mar.2020 - Coronavírus: o secretário do Tesouro do Reino Unido, Rishi Sunak, anuncia novas medidas econômicas Imagem: Pippa Fowles/AFP

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 18h56Atualizada em 26/03/2020 18h56

Para compensar os efeitos da pandemia do novo coronavírus, o governo do Reino Unido vai cobrir até 80% dos ganhos dos trabalhadores autônomos até junho. A ajuda é limitada a 2.500 libras (pouco mais de R$ 15 mil) por mês e abrange aqueles com receitas até 50 mil libras — ou 95% dos autônomos do país.

A medida, que deve atingir até 3,8 milhões de pessoas, foi anunciada hoje pelo secretário do Tesouro, Rishi Sunak. A compensação aos autônomos, segundo ele, é uma das "mais generosas do mundo" e pôs fim a semanas de incerteza para que trabalha por conta própria.

O valor a ser pago será calculado com base na média dos lucros mensais registrados nos últimos três anos. Para tanto, os autônomos terão que apresentar uma declaração do Imposto de Renda e, assim, provar que tiveram seus ganhos reduzidos por causa da pandemia de covid-19.

Muitos desses trabalhadores, porém, terão que esperar meses para receber dinheiro e podem ter que se cadastrar para o crédito universal nesse meio-tempo, o que implica uma espera de cinco semanas pelo primeiro pagamento.

O subsídio, segundo Sunak, é equivalente ao auxílio fornecido aos trabalhadores assalariados. A paridade entre as duas categorias foi prometida pelo primeiro-ministro Boris Johnson.

Economia