PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

WhatsApp precisa comprovar segurança de dados e competitividade, diz BC

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

02/07/2020 16h58

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira (2) que o WhatsApp precisa provar que o serviço de pagamentos e transferências é competitivo e garante segurança de dados para os usuários.

Em 15 de junho, o WhatsApp passou a permitir que as pessoas enviassem dinheiro a conhecidos e pagassem por produtos e serviços de empresas sem sair do aplicativo. O Brasil foi o primeiro a receber o novo recurso. Na última terça-feira (23), porém, o serviço foi suspenso, após determinações do BC e do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Após pedido da defesa do WhatsApp, o Cade voltou atrás e liberou o serviço. O BC mantém a suspensão e o serviço não pode ser usado no Brasil. Segundo Campos Neto, o BC entendeu que o sistema precisa passar pelo mesmo processo de aprovação dos demais sistemas de pagamentos.

"O que o BC entendeu é que é um arranjo muito relevante para a economia e precisa passar pelo mesmo processo de aprovação dos demais arranjos. Existe um ponto que pode ser competitivo ou pode não ser. Mas a gente não está dizendo que não é. A gente só quer que peçam autorização e que nos mostrem como será o funcionamento para que a gente tenha certeza que será competitivo", declarou durante o evento Correio Talks, do jornal Correio Braziliense.

O presidente do BC também declarou que a garantia da proteção de dados é uma preocupação de vários países que não liberaram o serviço de pagamentos do WhatsApp. Ele ainda declarou que pequenas empresas de pagamento não precisam de autorização prévia do BC para oferecer os serviços.

"Um arranjo que já começa com 120 milhões de clientes ele não é pequeno. Ele precisa passar pelo mesmo trilho de aprovação dos outros", disse.