PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Caixa faz novo pagamento de até R$ 1.045 do FGTS; veja quem recebe

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 04h00

A Caixa deposita nesta segunda-feira (10) até R$ 1.045 do FGTS emergencial para os aniversariantes de julho. Os depósitos em poupança digital vão até 21 de setembro, seguindo o mês de nascimento dos trabalhadores.

Têm direito ao dinheiro quem possui contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Os pagamentos do FGTS emergencial são feitos em duas etapas. Na primeira, o dinheiro é depositado em poupança digital pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), mas só pode ser usado para pagar contas, pagar boletos ou fazer compras por cartão virtual. Somente na segunda etapa o valor é liberado para saques e transferências.

Confira a seguir o calendário completo:

Valor de até R$ 1.045 por trabalhador

O limite que cada um poderá movimentar é de R$ 1.045. Se o trabalhador tiver mais de uma conta, o dinheiro será retirado primeiro das contas relativas a contratos de trabalho antigos, com início por aquelas que tiverem o menor saldo. Depois, o dinheiro poderá ser retirado de contas ativas, com início também por aquela que tiver menor saldo. De qualquer modo, o valor total não pode passar de R$ 1.045.

Dá para consultar quanto terá direito

Quem tem dúvidas sobre qual valor tem disponível no fundo de garantia e quando o dinheiro ficará disponível pode consultar:

Contas bloqueadas no Caixa Tem

A abertura de poupanças digitais para pagamento do FGTS emergencial deveria ser automática. Porém, a Caixa não abriu poupança para algumas pessoas alegando "inconsistências cadastrais".

Também houve poupanças digitais bloqueadas no Caixa Tem porque o banco suspeitou de estavam sendo usada por golpistas.

Segundo a Caixa, o desbloqueio de contas por causa de "inconsistência cadastral" pode ser feito pelo app Caixa Tem.

Já as pessoas com conta bloqueada por suspeita de fraude precisam procurar uma agência da Caixa, respeitando o seguinte cronograma:

Trabalhador não é obrigado a receber

Os trabalhadores poderão optar por não receber o saque emergencial do FGTS. Para isso, é preciso fazer o pedido pelo aplicativo do FGTS (Android ou iOS), site da Caixa ou internet banking até dez dias antes da data prevista para o depósito.

Quem já recebeu o depósito pode solicitar que o dinheiro retorne para a conta do FGTS, segundo a Caixa.

Fintechs antecipam saques e transferências

Quem recebeu o FGTS emergencial, mas ainda não está autorizado a sacar o dinheiro tem uma opção. A alternativa que fintechs (empresas de tecnologia financeira) oferecem é a de usar o app da Caixa para pagar um boleto ou fazer uma compra online que, na prática, transfere o FGTS emergencial a uma conta em nome do próprio beneficiário. Com isso, a pessoa pode usar o aplicativo da fintech para fazer novas transferências ou sacar o dinheiro.

MP perdeu validade, mas calendário está mantido

A medida provisória que garantia os saques perdeu a validade no dia 4 de agosto, porque não foi votada a tempo pelo Congresso. Após o Senado alterar a MP e ampliar as possibilidades de saque, o governo Jair Bolsonaro e o centrão fizeram um acordo para não votá-la. Em contrapartida, o governo se comprometeu a enviar ao Congresso um projeto de lei para garantir os pagamentos.

A Caixa afirmou, porém, que o cronograma do saque emergencial de R$ 1.045 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) será mantido.