PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Mídia e Marketing

Investimentos em publicidade sofrem retração de 30% no 1° semestre de 2020

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/09/2020 17h39

O investimento em publicidade no Brasil chegou a R$ 5,7 bilhões no 1° semestre de 2020, segundo o Cenp (Conselho Executivo das Normas-Padrão), entidade que reúne os principais anunciantes, veículos de comunicação e agências de propaganda do país.

O valor é 30% menor do que o movimentado pelo mercado no mesmo período do ano passado, quando R$ 8,2 bilhões foram aplicados na publicidade nacional. Os resultados refletem a queda na veiculação de campanhas publicitárias durante a pandemia causada pelo coronavírus.

O painel contou com o levantamento dos investimentos em mídia das 213 maiores agências do país. No mesmo período, em 2019, foram levadas em consideração as informações de 218 agências.

Cinema sofre maior queda

Todos os meios monitorados pelo estudo apresentaram quedas nas comparações dos primeiros 6 meses de 2019 com os de 2020. O Cinema foi o que mais sofreu os efeitos da pandemia: perdeu 64% dos investimentos na comparação com ano passado, fruto do fechamento de grande parte das salas de exibição causada pela covid-19.

Revista (-48%), Jornal (-46%), TV por assinatura (-42%) e OOH (-39%), TV aberta (-29%), também apontaram queda.

Rádio (-28%) e Internet (-23%) foram os meios que menos perderam no período.

Em internet, áudio registrou crescimento

O levantamento do CENP ainda detalha os investimentos feitos dentro do meio Internet, dividindo o setor em Áudio, Busca, Display, Social e Vídeo.

Dentro deste recorte, chama a atenção o crescimento dos investimentos em Áudio, o único com crescimento no período.

Nos 6 primeiros meses de 2019, foram investidos R$2,58 milhões no meio. Agora, no mesmo período de 2020, o meio alcançou R$2,78 milhões de investimento.

Investimento publicitário no 1° semestre de 2020

  • Televisão aberta: R$ 3,14 bilhões (55% do total)
  • Internet: R$ 1,27 bilhão (22,4% do total)
  • Mídia exterior: R$ 539 milhões (9,4% do total)
  • Televisão por assinatura: R$ 325,6 milhões (5,7% do total)
  • Rádio: R$ 266,6 milhões (4,7% do total)
  • Jornal: R$ 115,4 milhões (2% do total)
  • Revista: R$ 37,5 milhões (0.7% do total)
  • Cinema: R$ 13,0 milhões (0,2% do total)
  • Total: R$ 5,72 bilhões
PUBLICIDADE

Mídia e Marketing