PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Bolsonaro vai vetar mas base pode derrubar, diz Tales Faria sobre fundão

Colaboração para o UOL

16/07/2021 13h12

Desde que o Congresso aprovou a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e, portanto, o aumento do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões, muitos deputados bolsonaristas têm sido cobrados pelos votos favoráveis. Apesar da repercussão negativa, o colunista do UOL Tales Faria acredita que pode haver reversão.

Em participação no UOL News da tarde de hoje, ele lembrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode tanto deixar passar, quanto vetar o texto. A proposta foi aprovada na Câmara por 278 votos a 145, e no Senado por 40 votos a 33, e segue para sanção presidencial.

"O que ele pode fazer: ele pega, veta. Mas a base dele, ele deixa os deputados derrubarem o veto", disse. Mas, para Tales, de qualquer maneira, Bolsonaro "tem que vetar" e pensar como os governistas irão se comportar.

Entre os que votaram "sim", estão Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Carla Zambelli (PSL-SP), Bia Kicis (PSL-DF), Marco Feliciano (Republicanos-SP), Osmar Terra (MDB-RS), entre outros políticos da base governista.

Os parlamentares, ao se defenderem das cobranças, têm argumentado que o voto dizia respeito à LDO, para não prejudicar o governo. Para a bolsonarista Carla Zambelli, por exemplo, seria "de uma irresponsabilidade incrível" deixar o Brasil sem orçamento.

PUBLICIDADE