PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Nota de R$ 200 volta a virar meme: 'Existiu ou foi um surto coletivo?'

A diretora de administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, apresenta a nova nota de R$ 200 - Reprodução/Banco Central
A diretora de administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, apresenta a nova nota de R$ 200 Imagem: Reprodução/Banco Central

Do UOL, em São Paulo

06/08/2021 11h30

A circulação da nota de R$ 200 começou em setembro do ano passado, mas ainda há muitas pessoas que não a conheceram de perto. Há quase um ano no país, muitas pessoas afirmam que não chegaram a conhecer o lobo-guará de perto e se questionam: será que nota foi apenas um surto coletivo?

A cédula voltou a ser um dos assuntos mais comentados das redes sociais hoje e diversas pessoas relataram suas experiências - ou ausência delas - com a cédula em circulação no país.

Na época em que foi lançada, o Banco Central tinha a previsão de que até o fim do ano passado, 450 milhões de unidades da nota, o equivalente a R$ 90 bilhões, fossem produzidos.

Entretanto, só 53,3 milhões de unidades - R$ 10,7 bilhões - estavam em circulação até 31 de dezembro de 2020, o equivalente a 12% do total prometido.

E parece que não foram muitos afortunados que chegaram a recebê-la durante este tempo.

O mistério em torno da nota é tanto que até mesmo aqueles que oficializaram o encontro com o lobo-guará decidiram preservar a relíquia.

E, durante a pandemia, talvez o encontro com o animal impresso tenha sido o único vivido por algumas pessoas...

E a união pode não der durado muito...

Apesar da nota já ter passado por alguns bolsos no país, há quem acredite que ela seja, na verdade, parte do folclore brasileiro.

Já outros desistiram de buscá-la e fizeram a sua própria versão da cédula.

E alguns ainda relembraram a campanha para ilustrar a nota com um cachorro caramelo. Afinal, existe animal mais brasileiro?

O fato é que, apesar do mistério que rondeia a cédula do lobo-guará, a nota de R$ 200 realmente está pelo país. Ao serem lançadas, as notas foram disponibilizadas em todas as capitais em que o BC possui uma unidade regional.

Além de Brasília, as unidades regionais de Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de janeiro, Salvador e São Paulo receberam as cédulas.

Esta é a sétima cédula da família de notas do real, que já tem notas de R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100. As notas de R$ 1 não são mais produzidas.

PUBLICIDADE